Categorias
Blog do Ilgo

Em campo o time da Copa do Brasil

O poderoso time que o Grêmio montou para perder a Copa do Brasil para o melancólico Palmeiras é o que a casa oferece para enfrentar o Sport, em Recife.

De um lado, um adversário desesperado para fugir do rebaixamento; de outro, o Grêmio sem Elano e Zé Roberto. Os dois estão com lesão muscular e não jogam quinta-feira.

O Grêmio sem essa dupla é um time que brigaria para não ser rebaixado. Com Marquinhos e Marco Antônio de titulares, como foi no Gauchão e na Copa do Brasil, o Grêmio não passa de um time semelhante ao … Palmeiras.

Se o Palmeiras, que superou o Grêmio na Copa do Brasil – com uma mãozinha de Luxemburgo que deixou Moreno no banco no primeiro jogo, lembram ou já esqueceram? – está lutando para não cair, por que não aconteceria o mesmo com o Grêmio?

Então, sem a dupla talentosa e criativa do meio de campo, e também sem Fernando – mas este para Luxemburgo não parece ser um problema, já que ele foi pra reserva mesmo -, e talvez sem Gilberto Silva, o Grêmio terá muita dificuldade para somar três pontos diante do Sport, que está com técnico novo, o Sérgio Guedes.

Se garantir um empate já estará de bom tamanho, porque o Vasco dificilmente irá vencer o São Paulo, que vem num crescendo na competição.

Mas nem tudo é má notícia no Olímpico. Facundo Bertoglio começou a treinar e deve voltar ao time na próxima semana, ainda a tempo de colocar uma pilha no time na reta final do Brasileirão. Vale o mesmo para Júlio César. Pico melhorou bastante, mas não tem a qualidade ofensiva do titular.

GROHE

O jornal Zero Hora deu nota 4 para o goleiro gremista. Não vi o jogo, mas escutei. Pelo que sei o Cruzeiro pouco chutou. Logo, quais as falhas que Grohe teve para receber uma avaliação tão baixa? Fui me informar com amigos. Ninguém entendeu.

No lance do gol ele foi atrapalhado pelas pernas e corpos que cruzaram à sua frente e também pelo campo molhado que deu mais velocidade à bola. Grohe admitiu falha, mas acho que fez só para antecipar-se aos corneteiros como Paulo Santana.

Se Grohe falhou, o que dizer de Fábio, que defendeu uma bola menos difícil e largou nos pés de Marquinhos?

INTER

O técnico do Sport, Waldemar Lemos, foi demitido com 47% de aproveitamento. Fernandão, que tem 40% no segundo turno, segue firme como um rochedo.

É verdade que ele tem sido muito prejudicado pelas lesões e convocações, mas também por ele mesmo, por suas próprias decisões.

Até hoje não entendi por que Bolívar foi afastado do time no momento em que a defesa colorada era a segunda menos vazada do campeonato.

Sem falar no Gre-Nal em que ele sacou Índio e colocou Juan.