Categorias
Blog do Ilgo

A luta agora é para fugir do Z-4

Quando o Inter empatou seis jogos seguidos, ninguém poderia imaginar que a situação ainda poderia ser pior.

Afinal, um time com folha de pagamento que chega perto dos 10 milhões mensais, sob o comando de um técnico que já dirigiu a seleção brasileira em Copa do Mundo, em tese tem tudo para superar qualquer adversidade.

Agora, quando o Inter acumula quatro derrotas seguidas, sendo que três delas para equipes que só querem uma coisa no campeonato, fugir do rebaixamento, não posso deixar de lembrar uma das leis de Murphy:

– Nada estão tão ruim que não possa piorar.

E é a mais pura verdade. Vale para tudo na vida.

A derrota de 3 a 1 para o Vasco, que tem um zagueiro como Cris e só luta para não cair, é inaceitável. Ainda mais seguida de três derrotas.

O Inter tinha a obrigação moral de ter um enfrentamento mais duro, mais valente, mais aguerrido, com o Vasco. Mas o Inter foi frágil, moral, técnica e fisicamente.

Perder faz parte, mas ao menos é preciso perder com dignidade, lutando, mordendo, brigando pela bola como o miserável briga por um prato de comida.

O torcedor colorado, no caso, saberia reconhecer o esforço. Mas o Inter que eu vi perder para o Vasco foi pacato, uma ovelha rumo ao matadouro. E sem berrar.

Se Dunga não tem responsabilidade sobre esse estado de passividade então não entendo mais nada.

O mesmo em relação ao festejado Paulo Paixão, que teria poderes milagrosos segundo alguns da mídia.

Não se pode ignorar, contudo, que o clube andou pedindo empréstimo bancário para não atrasar a folha de pagamento.

DORIVAL

Quase no final do jogo, a TV focou o técnico Dorival Jr.

Lembrei que por muito menos em termos de resultado, ele foi demitido com todo apoio da mídia, a mesma que faz tempo se mostra tão complacente com o técnico atual.

Nesta noite mesmo ouvi alguns cronistas esportivos que a crise não passa por Dunga.

Lembrei de outra frase comum nas redações: o papel aceita tudo.

O mesmo vale para os microfones.

DEMISSÃO

Na rodada anterior, previ que Dunga seria demitido. Errei. Ele continuou.

O presidente Luigi declarou após o jogo desta noite que a questão Dunga será discutida com calma.

Quer dizer, demissão quase certa. Quase, porque tudo o que vem de Luigi deve ser analisado com prudência.

Sugiro que leiam o decálogo que escrevi um mês atrás sobre os passos de uma demissão de técnico.

A meu ver, os dez passos já foram dados.

Só falta a palavra mágica: prestigiado. Confira: http://botecodoilgo.com.br/?p=3501

REBAIXAMENTO

D”Alessandro sentenciou que Dunga não tem culpa. Vamos ver se prevalece a opinião do líder do time.

O meia alertou que a partir de agora o importante é somar pontos, avançar.

Quer dizer, ficar distante da zona de rebaixamento.

Quem ambicionava o G-4 precisa agora fugir do Z-4.