Categorias
Blog do Ilgo

Cerveja 1983, a mídia e o pênalti de Pato

Cerveja 1983, a mídia e o pênalti de Pato

Foi divertido ouvir os programas esportivos – é claro que não ouvi todos – nesta quinta-feira, principalmente os debates.

O assunto predominante foi o pênalti cobrado pelo Pato.

A vitória do Grêmio e a classificação à semifinal ficaram em segundo plano. Por que será que eu não me surpreendo?

Faziam muita brincadeira. Não faltou nem musiquinha com patos e o qua-qua-qua.

Havia, claro, muito despeito, muita inveja, muita ciumeira incontrolável.

O jogo em si passou ao largo, praticamente.

Não ouvi ninguém mencionar que o Grêmio jogou melhor que o Corinthians e que havia feito por merecer a vitória nos 90 minutos.

O Corinthians chutou uma bola em gol, com algum perigo. Douglas pela esquerda e a defesa de Dida para escanteio. No mais, cruzamentos afastados pela zaga ou neutralizados pelas mãos firmes do goleiro gremista.

Chances claras de gol quem teve foi o Grêmio. Destaco as duas do Vargas, em especial a primeira. Até o Damião com sua péssima fase teria feito.

No final, aquela cobrança de falta sensacional do Elano, que, aliás, entrou muito bem, vibrante, interessado. Pena que ele não entrou uns dez minutos antes.

Então, foi uma vitória merecida, com muito sofrimento, mas absolutamente justa.

Um jogo que merecia mais destaque da mídia esportiva porque foi um grande duelo tático e técnico.

Na minha opinião, um confronto digno de final de campeonato.

CERVEJAS e MARQUETINGUI

É claro que antes, durante e depois do jogo degustei a 1983 e a 1903. Moderadamente.

Estou lançando o último lote de long neck, pilsen, com as cinco marcas.

Depois, vou largar. Tentei licenciar a 1983 para comemorar em alto estilo os 30 anos do Mundial de Clubes.

Não tive sucesso.  Ando mesmo sem moral.

Se o Grêmio não se interessa, quem sou eu pra achar que é realmente um bom lance de marketing justo agora em que dois heróis de 1983 estão juntos de novo, o Koff e o Renato?

Pensei em escrever ‘brochei’, mas como este é um espaço família opto por ‘desanimei’.

Com a 1983 licenciada e com registro no MAPA seria mais fácil atender os centenas de gremistas de todo o país que pedem a cerveja.

Bem, eu tentei. Ali em cima foto do último lote que vou disponibilizar à nação gremista.

Pedidos: [email protected]

AMBEV

Alegadamente, a 1983 não pode ser licenciada porque a Ambev tem contrato de exclusividade de bebidas alcoólica com o Grêmio.

Eu sabia que a Ambev estava com medo de mim, eu sabia.