Categorias
Blog do Ilgo

Outro grande título de Fábio Koff

Se Fábio Koff fosse um goleiro, seria Danrlei ou Mazaropi. Zagueiro? Seria Baidek, De León ou Adilson; Lateral? Paulo Roberto, Arce ou Roger; Volante? China, Dinho, Goiano ou Émerson; Meia? Osvaldo, Tita ou Carlos Miguel; Atacante? Renato, Paulo Nunes ou Jardel. Técnico: Valdir Espinosa ou Felipão.

Koff seria todos eles. Com suas qualidades e seus defeitos, porque se tivesse só qualidades seria Deus. Mas Koff é humano. No futebol, um ser humano superior, um vitorioso. Não há dirigente no futebol gaúcho mais vencedor.

Nesta segunda-feira, dia 2 de junho, Koff encaminhou a conquista talvez de seu maior título: transformar em vinho de classe o vinagre de terceira linha que era o contrato firmado pela direção anterior com a OAS. Um contrato que comprometia o presente e o futuro do Grêmio.

Nessa negociação espinhenta e pedregosa, o presidente multicampeão foi um goleiro estupendo na defesa do Grêmio;

um lateral consciente do momento certo de recuar e de avançar;

um zagueiro ao mesmo tempo elegante e vigoroso, para jogar o fino ou engrossar quando necessário;

um volante capaz de desarmar o inimigo na técnica ou na força, o que for preciso para vencer;

um meia imprevisível, sábio e hábil na armação de jogadas para superar o bloqueio inimigo;

um atacante rápido, atrevido e impetuoso, sempre bem colocado em qualquer circunstância, pronto para marcar o gol;

e um treinador inteligente na leitura do jogo e na elaboração de estratégias para alcançar a vitória.

Koff e seus companheiros de diretoria, os integrantes do Conselho de Administração, trabalharam duro para chegar a um acordo favorável ao Grêmio, mas ao mesmo tempo aceitável pela empreiteira.

O aditivo firmado contém conquistas importantes que viabilizam o Grêmio financeiramente, inclusive para investimento em futebol.

Além disso, a cereja do bolo, Grêmio e OAS estão em sintonia para que o clube assuma plenamente a gestão da Arena, com a empresa dedicando-se aos seus empreendimentos imobiliários.

É uma grande conquista de Fábio Koff.

Fora de campo, é verdade, mas uma conquista que abre caminho para o Grêmio retomar o rumo dos grandes títulos.

O Grêmio multicampeão está voltando…