Categorias
Blog do Ilgo

Fernandão dignificou o futebol

Sempre admirei jogadores inteligentes. Fernandão, além de muito bom tecnicamente, foi um jogador inteligente. Um dos mais inteligentes que vi jogar.

Fernandão era Abel Braga dentro de campo. Feliz é o treinador que pode contar com um jogador assim em campo. O Grêmio, por exemplo, não tem esse jogador.

Lembro-me que o Grêmio tentou a contratação de Fernandão, que começava a destacar-se no Goiás.

A morte de Fernandão aos 36 anos é um golpe em todos os torcedores do Inter, mas choca também todos aqueles que gostam do futebol praticado com elegância, vibração e lucidez.

Eu era admirador de Fernandão, embora torcesse contra ele.

Fernandão é, talvez, o maior ídolo moderno do torcedor colorado.

E ídolos, a gente sabe, são eternos. Ainda mais quando morrem cedo e de forma tão trágica.

Morreu Fernandão, um atleta que dignificou o futebol.

FERNANDÃO NO GRÊMIO?

Em 2004, o então diretor de futebol do Grêmio, Evandro Krebs, tinha tudo alinhavado para contratar Fernandão, salário, tudo.

Havia até uma grana reservada para o negócio. Na hora H o presidente Flávio Obino preferiu usar o dinheiro da compra de Fernandão para quitar um débito que o clube tinha com um banco. Obino havia conseguido reduzir o débito de maneira substancial, desde que fizesse o pagamento naquele momento.

Obino conseguiu uma boa economia para o clube. Mas o Grêmio perdeu Fernandão.