Categorias
Blog do Ilgo

Os 'argumentos' do técnico Enderson

Depois de ouvir a looonga entrevista coletiva do sr. Enderson Moreira, no final da tarde desta sexta-feira, cheguei à conclusão de que o grande legado do treinador em sua passagem pelo Grêmio será levar para o campo de jogo o verbo ‘argumentar’.

O sr. Enderson transformou o jogo de futebol num diálogo, num colóquio.

Ele usou o verbo pelo menos três vezes – perdi alguns trechos da entrevista.

Segundo ele, o Grêmio está ‘argumentando’ bem nos jogos e por isso faz boa campanha.

Ele disse que viu os últimos jogos do Coritiba e constatou que o time de Celso Roth está ‘argumentando’ bem nos jogos.

Usou o verbo ‘argumentar’ também em ações individuais, referindo que o jogador tal ‘argumentou’ bem no treino ou no jogo.

Sobre os  7 a 0 no treino, o técnico tratou de reduzir a importância do placar a pó, o que não chega a ser surpresa partindo de quem conseguiu diminuir a relevância dos 4 a 1 no Gre-Nal.

Segundo o técnico, um sujeito simpático, trabalhador, o time principal teve dificuldades porque ficou preso a determinado posicionamento enquanto o time reserva jogou com mais liberdade, sem igual responsabilidade tática.

Foi mais ou menos isso que o treinador do Grêmio afirmou.

Não sei se é de rir ou de chorar.

Acreditando que foi isso mesmo que ocorreu, minha sugestão é que o sr Enderson deixe o time – pode ser o titular mesmo – sem amarras táticas para enfrentar o Coritiba neste domingo.

Quem sabe não assistiremos a um Grêmio que todos nós queremos – inclusive o treinador -, eficiente na marcação e ágil e competente para atacar e fazer gols?

Um time livre, leve e solto, ‘argumentando’ com naturalidade.