Categorias
Blog do Ilgo

Goleada no aniversário do mestre Felipão

Como eu ia dizendo, os dois times se equivalem. Destaquei que não via superioridade do Inter, diferente de muitos. Escrevi sobre isso durante a semana.

Ficou provado hoje que o Grêmio não é inferior ao Inter. Venceu com toda a justiça por 4 a 1. E poderia ter sido mais.

O Inter mostrou que não sabe perder. D’Alessandro tentou de todas as formas apitar e criar confusão. Fosse um juiz minimamente enérgico e o argentino teria sido expulso. Ele e William.

O Grêmio venceu porque tem um técnico superior, melhor que Abel Braga. No primeiro Gre-Nal com Felipão tendo tempo para trabalhar, vitória do Grêmio. Simples.

Ramiro foi um espetáculo taticamente. Marcou e atacou no corredor do lado direito de campo. Aos 46 do primeiro tempo ele evitou o gol colorado. Claro que ofensivamente ele deixa a desejar, mas não impediu que ele aparecesse para fazer 2 a 0.

O primeiro gol foi uma jogada genial de Dudu, que mostrou uma lucidez até agora não vista nele. Ele cortou Aranguiz, que lavrou o gramado com o traseiro, e viu Luan entrando pelo outro lado. Olhou e jogou na medida.

O gol de Rafael Moura foi um acidente no jogo.

O Grêmio foi sempre superior. D’Alessandro não existiu em campo. Quer dizer, jogando bola ele foi uma nulidade. Só apareceu mesmo em confusões e em reclamações.

Destaco ainda o Felipe Bastos, monumental. Wallace foi soberbo como primeiro volante. O meio campo do Grêmio, sempre tão criticado e considerado inferior ao do Inter, ganhou o jogo.

Na hora certa, no momento certo, Felipão colocou Alan Ruiz, que entrou com muita fome de bola. Foi dele o terceiro gol após ele mesmo sofrer uma falta de Willians – lance para segundo amarelo e o vermelho em seguida, mas o juiz conivente deixou por isso mesmo.

Zé Roberto cobrou e Alán apareceu para marcar de cabeça após o desvio no meio do caminho. Alán Ruiz enlouqueceu os colorados, em especial o ‘pequeno juiz vermelho’.

Por fim, Giuliano, que já havia levantado a torcida em dois lances – um deles o balãonzinho em D’Alessandro – recebeu um lançamento precioso de Dudu, e meteu para Alán Ruiz livrar-se da marcação e bater forte com a perna esquerda: 4 a 1.

Poderia ter sido mais. Mas para quem não vencia Gre-Nal há tanto tempo ficou de bom tamanho.

Felipão está de aniversário neste domingo. Ganhou um belo presente. E deu um presente inesquecível à nação gremista.

3 VOLANTES

Ah, e a goleada foi com três volantes. Só pra deixar registrado.

FISCAL

D”Alessandro fez de tudo no jogo. Só esqueceu de fazer o que estabelece seu contrato: jogar futebol.
Tentou apatifar o jogo quando viu que tudo estava perdido.

Por fim, criou uma nova função: fiscal de comemoração.

Tudo sob a complacência do juiz, que, nesse aspecto foi igual aos colegas de AM – Abaixo do Mampituba.

SÓ PRA REFORÇAR

http://botecodoilgo.com.br/?p=4634

Texto publicado também na Zero Hora.
Grêmio provou que está longe de ser uma ‘Geni’.
Guardem suas pedras para outros.