Categorias
Blog do Ilgo

O dirigente que encarou Luxemburgo

O dirigente que encarou Luxemburgo
Em primeiro plano, Preis e Arataca, o grande técnico de atletismo da Sogipa; ao lado de Arataca, o Selaimen, que tem à sua frente o médico Saul Berdichevski. Ao lado do Saul, eu mesmo, junto do Giovanni, tesoureiro do Multicampeão, que não quis pagar a minha conta apesar dos meus apelos, rsrsrs Depois, o resto da galera na festa de fim de ano do grupo.

Conheci ontem à noite, dia 11, um sujeito que defende mais o aproveitamento da base do que o patrono do Boteco, o Francisco Coelho.

Entre goles de cerveja e garfadas de um suculento filé do Velho Quintino, conversei com o cara que enfrentou Luxemburgo e… se quebrou. Mas ele cresceu no meu conceito e sei que no conceito de muitos gremistas que queriam o Luxa longe do Grêmio.

Trata-se do Omar Selaimen, que ficou poucas semanas no clube, tempo suficiente, porém, para constatar que com Luxa o Grêmio não iria longe. Ao bater de frente com o técnico, Selaimen percebeu que só tinha uma saída, a porta da rua.

Com Luxa, o Grêmio gastou demais, e, o principal, muito mal. Depois, uma indenização milionária a quem nem deveria ter renovado seu contrato.

Por essa e outras que o clube está atolado em dívidas.

Pois o Omar, que estava sentado praticamente de frente ao novo titular do futebol, Adalberto Preis, que fica no cargo do ex-presidente Koff até o final de janeiro.

Comenta-se que Omar seria convidado para assessorar Preis. Aliás, passamos a noite inteira brincando com essa possibilidade. Os dois só desconversando. Na real, Preis só vai assumir mesmo na segunda-feira, e só então tomará pé da situação e da bronca em que se meteu.

Conversando com Omar, constatei que sua saída do Grêmio foi prejudicial ao clube. Em linhas gerais, ele pensa como a maioria aqui do Boteco. É contra a política de contratar medalhões, principalmente aqueles que chegam já com problema de lesão.

Por ele, o Grêmio deveria começar o Gauchão com o grupo atual, apostando pesado e com insistência na gurizada. Reforços de fora mesmo só a partir de março ou abril, depois de dar oportunidades aos jovens da casa. Se não tiver um lateral na base, que se teste um volante, sustenta Omar.O discurso dele é idêntico ao do nosso Francisco Coelho.

Gosto dessa ideia, assino embaixo, com a ressalva de que talvez fosse mais adequado contratar já um ou dois jogadores diferenciados. Por exemplo, um goleador, um goleador de verdade, que aproveite a maioria das oportunidades que surgem.

Adalberto Preis, por exemplo, defende a vinda de um centroavante – que pode ser Moreno – quase que como prioridade absoluta.

Agora, que fique bem claro: a grana está curta mesmo. Preocupante.

Tão preocupante que decidi antecipar minha mensalidade, pagando de uma vez o ano todo, o que resulta num desconto significativo. Bom pra mim, bom para o clube.

Outra coisa: consenso entre os gremistas presentes: o Rui Costa deve ceder lugar para outro. Errou demais. E agora já não há espaço para erros.

COMUNICADO

A Indústria de Cervejas Boteco do Ilgo Ltda comunica que o estoque secou. Deu problema num lote, que foi contaminado. Prejuízo irreparável. Portanto, cerveja só no final de janeiro. O pior é que vai faltar Mazembier para comemorar o Mazembe Day. Aliás, curtam a página no face.