Categorias
Blog do Ilgo

Nas ondas do rádio

O Grêmio mais uma vez inova, ao menos abaixo do Mampituba. Vem aí a Rádio Umbro 90.3 FM.

Em breve, algum imitador muito próximo vai aparecer.

É realmente uma grande jogada do clube. Gremistas saúdam e comemoram a iniciativa com entusiasmo nas redes sociais.

Alguns descarregam sua ira sobre as emissoras tradicionais. Dizem que agora só irão ouvir a 90.3, não mais as emissoras A, B ou C.

Nunca mais os jornalistas X, Y, Z.

Tem gente até sugerindo que o Grêmio passe a cobrar pela transmissão de seus jogos. Sou contra, claro.

A informação deve ser plural, não pode vir de apenas uma fonte. Se a fonte é ruim, troque-se de canal. Nada de quebrar o rádio.

Acredito que passado esse misto de euforia e rancor, as coisas irão se acomodar.

A nova rádio do Grêmio irá conviver com as emissoras comerciais, e se tiver qualidade irá fidelizar muitos ouvintes.

Não se sabe ainda como a 90.3 irá funcionar. Informações iniciais são de que será apenas nos dias de jogos. Considero pouco.

Imagino que com o tempo poderá ter uma programação mais abrangente, ocupando mais algumas horas diariamente.

De qualquer forma, as outras rádios continuarão na ativa.

Mas agora com uma concorrente de respeito, que já larga com um potencial de milhões de ouvintes.

Potencial esse que terá de ser confirmado com transmissões de qualidade técnica e de conteúdo, e, claro, com um mínimo de tom crítico.

Porque nada pior que uma rádio oficialista. Nem o mais fanático torcedor vai suportar.

Rádio gremista, sim, mas nunca uma rádio puxa-saco, porque aí talvez até o mais rancoroso e vingativo gremista não resistirá e voltará a ouvir seus ‘inimigos’ de hoje.

Aliás, não acredito que as emissoras tradicionais serão abandonadas pelos gremistas, como prometem fazer alguns. A gente sempre quer ouvir o que os outros estão dizendo.

De qualquer modo, a nova rádio do Grêmio será um contraponto e uma opção aos veículos tradicionais.

E isso merece ser comemorado. Com moderação.