Categorias
Blog do Ilgo

Rodada inquietante para gremistas e colorados

Quem espera bom futebol e vitórias ao natural desse time do Grêmio, só porque é o Grêmio, deve estar muito irritado com a derrota no estádio Cristo Rei.

Realmente, o Grêmio jogou um futebolzinho deprimente, principalmente, de novo, porque cria pouco e conclui menos ainda.

Como agravante, apresentou problemas defensivos. O primeiro gol foi consequência do Aimoré aconteceu num clarão aberto pelo lado esquerdo da defesa, contando com a sorte do atacante, já que a bola desviou em Rodolpho e enganou Marcelo Grohe. O segundo gol foi outro lance em que a defesa vacilou, deu espaço e o atacante ficou à vontade para chutar. Grohe, que saltou atrasado, não conseguiu evitar o gol.

O Aimoré não fez muito mais do que isso ao longo do jogo. O problema é que o Grêmio fez até menos. E isso é inaceitável até para um time em formação.

È verdade que o Grêmio teve muito mais posse de bola, mas também é verdade que raramente soube o que fazer com ela, a bola.

Mérito também para o Aimoré, que beneficiado com a vantagem logo no começo, soube se defender, fechando espaços e marcando forte.

Enfim, quem muito espera desse Grêmio está agora muito revoltado.

Não é o meu caso. Não estou revoltado, nem irritado. Conformado é a palavra mais adequada para definir o que sinto agora, porque não espero grandes atuações desse time de jogadores médios e jovens em busca de afirmação. O que eu espero agora é pelo menos muita entrega, muita raça, e isso eu vi, especialmente a partir da entrada de Lincoln, que deu outra cara ao time, a cara de um time vibrante e inconformado com a derrota.

Fora isso, além de conformado, sinto-me esperançoso. Acredito nessa gurizada. Júnior, por exemplo, entrou muito bem na esquerda.

Agora, é preciso paciência. Ser tolerante com os jovens, porque se eles não derem certo, será a hora da preocupação. Primeiro passo para o desespero.

INTER

Se o gremista está nervoso, inquieto, os colorados não estão muito diferentes.

A ‘máquina’ montada no Beira-Rio mostra fragilidades imperdoáveis. Um time tão festejado não pode ceder empate dentro de sua própria casa após fazer 3 a 0.

Se o empate foi buscado por um time modesto como o São José, então, é porque há muito que melhorar.

E a Libertadores está logo ali adiante.

Rodada para inquietar gremistas e colorados.