Categorias
Blog do Ilgo

Nem juiz local e ausência de AV diminuem favoritismo tricolor

No jogo em que qualquer resultado seria bom para o comandante do Gauchão, Novelletto Primeiro e Único, foram contratados árbitros Assistentes de Vídeo, dois árbitros de fora do Estado e, portanto, fora do alcance (pelo menos em tese) da influência do conselheiro colorado.

Na hora do pega pra capar, em que o Grêmio pode reescrever o roteiro pré-estabelecido que vigora há anos Abaixo do Mampituba, a velha dupla de sempre, e sem AV (Árbitro de Vídeo).

A FGF, como se não soubesse, teria de ter solicitado isso 15 dias antes do jogo. Poderia ter feito o pedido e depois cancelado se não houvesse Gre-Nal. Simples. Mas a FGF ‘esqueceu’ e nos últimos dias fez jogo de cena dizendo que tentava autorização especial da Fifa/CBF.

Então, teremos neste domingo o sr. Daronco livre, leve e solto. O juiz que deixou impune a covarde agressão sofrida por Bolanos num clássico, fora outros lances de erros humanos normalmente contra o Grêmio.

A ausência do AV (que do jeito que está definido, com poder pleno para os árbitros de campo e de vídeo, não é o mais adequado) neste Gre-Nal é quase uma autorização para que abram a caixa de ferramentas para neutralizar o time de melhor técnico e mais entrosado.

Poderia ser paranoia minha, e da grande maioria dos gremistas, mas o vídeo que está sendo exibido nas redes sociais indica que é isso mesmo que irá acontecer, especialmente em cima do Luan. Muito ‘chegar junto’.

ODAIR E O ‘TIRO’ EM LUAN

Serrano, parceiro deste espaço, publicou no comentário anterior o seguinte, frase que resume o que está circulando, e que deve continuar circulando para neutralizar a operação (cirúrgica?) em andamento.

O fato aconteceu durante entrevista coletiva do técnico colorado e foi comentado pelo Roger na SporTV, que lembrou o quanto Odair, quando jogador, gostava de dar umas porradas.

Vejam um trecho:

Perguntaram pro técnico deles como faz pra parar o Luan.
A resposta: “No posso te responder no microfone, eu desligo aqui e desço aí pra te dizer”.

Depois, Odair fez um gesto de quem dispara um revólver, mas não comentou mais nada. E precisa? Quer dizer, só a tiro para conter Luan.

Um escândalo! O problema do Odair é que Luan não foge do pau, e quanto mais dura a marcação, mais ele vai pra cima.

PROJEÇÃO

No clássico anterior eu escrevi que o Grêmio era favorito, mesmo no BR, porque tem um time mais qualificado e, principalmente, muito melhor  entrosado. E que o Grêmio só não venceria se a arbitragem cometesse os tais erros humanos mais contra o Grêmio.

Repito o que escrevi. Apesar da insinuação de porrada para neutralizar Luan, acredito na vitória, ainda mais se o Grêmio não recuar tanto quanto recuou no jogo anterior, chamando o adversário.

Se Arthur começar o jogo, então, penso que nem a violência e a omissão da arbitragem irá impedir nova vitória no clássico.

Imagino que o time irá começar com o esquema 4-1-3-2:

A linha defensiva de 4 e a seguinte formação do meio pra frente:

Jaílson;  Ramiro, Arthur e Maicon; Luan e Éverton.

Não tem pra ninguém (com a ressalva da arbitragem noveletiana).