Categorias
Blog do Ilgo

Grêmio joga uma bolinha de sagu, mas soma três pontos

Para não fugir tão abruptamente do assunto do comentário anterior, digo que o Grêmio jogou uma bolinha de sagu, nesta noite, em Caxias. Mas o que importa para quem flerta com o rebaixamento, pega na mão e troca beijinhos, é vencer, fazer três pontos.

Não adianta ter maior posse de bola e disparado um maior número de escanteios, que, conforme destacou o narrador lá pelas tantas, estava 7 a 1 para o Grêmio.

O Grêmio venceu por 1 a 0 e já respira mais aliviado. Precisa agora derrotar o Botafogo no Rio, uma parada mais indigesta. Se repetir a atuação deste sábado dificilmente irá ganhar.

O futebol é sempre cheio de lições e ironias. Lição: nunca sacar do time um jogador com a qualidade de passe e de lançamentos mortíferos, caso do Jean Pierre, a não ser por justa causa, uma causa muito justa.

Em jogos recentes, JP tem sido substituído, até porque havia caído de rendimento. O jogo no Centenário provou que na dúvida mantenha-se em campo o JP dos passes milimétricos e quase impossíveis, como foi o que resultou no gol de Pepê.

Ironia: Pepê entrou ali pelos 15 minutos. E só errou. Não lembro de uma jogada protagonizada por ele, em tese o sucessor de Éverton na função de abrir defesa. Mas foi esforçado, lutou bravamente, e acabou recompensado com o lançamento de JP, marcando, assim, o gol da vitória. Bendita vitória.

No mais, aos que criticam Maicon, mais uma vez ele teve atuação exemplar. O comentarista Paulo Nunes encheu a bola do capitão tricolor. E olha que a meu ver ele esteve abaixo de jogos anteriores.

Sobre o Patrick. Eu fico perplexo com gente que critica esse guri e sua escalação. Ele surgiu muito bem dois ou três anos atrás. Muita gente detonou o técnico Renato por tê-lo afastado do grupo principal – os motivos dessa decisão não interessam no momento. Patrick, depois do banho de humildade, está de volta, e que bom que isso. Entrou no decorrer de dois jogos.

Está sendo avaliado por Renato, que leva pau quando dá oportunidade aos jovens, e leva pau quando opta por cascudos. Por falar nisso, como está o Rômulo, que para alguns é ‘bruxinho’ do Renato?

Por fim, Alex Moura por detalhe não teve o tornozelo quebrado. Justa a expulsão, que ocorreu somente após intervenção do VAR. De novo, o comentarista de arbitragem da TV, aquele que palestrou para o time colorado antes do Brasileiro, deu opinião desfavorável ao Grêmio ao afirmar que o lance era apenas para amarelo.

No ano que vem o Grêmio já sabe quem deve chamar para palestrar sobre arbitragem. Ou não sabe?