Notícias

Grêmio cobra Diego Tardelli: “Precisa dizer se quer ficar”

Diego Tardelli esteve ausente do jogo no qual o Grêmio venceu o Vasco de virada e após o jogo foi publicamente cobrado pelo Tricolor Gaúcho. O atacante foi o assunto nas entrevistas pós-jogo e recebeu ultimado do presidente gremista Romildo Bolzan Jr., que afirmou que o atacante precisa dizer se quer seguir ou não em Porto Alegre.

Aos 34 anos, Tardelli chegou ao Grêmio no início do ano e até agora não deslanchou, sendo um dos grandes investimentos do time gremista no ano.

Pelo que se sabe, Diego Tardelli não gostou da bronca que levou do técnico Renato Portaluppi no treino de segunda-feira. Tardelli não esteve em campo no jogo contra o Bahia, válido pela Copa do Brasil na quarta-feira e hoje, contra o Vasco também não jogou.

O técnico do Grêmio afirmou: “O problema do Tardelli o presidente vai explicar melhor. Essa pergunta tem que ser feita ao presidente, ele vai explicar melhor essa novela. O que não posso aceitar é um ou outro falar sem saber o que está acontecendo. Vocês vão poder perguntar ao presidente e, quem sabe, a gente finalize essa novela. Não é por falta do treinador, do clube, de querer que ele jogue. Não tem uma pessoa aqui que não quer que ele jogue. O motivo o presidente explica depois para vocês”.

Ainda na coletiva pós-jogo, o presidente do Grêmio subiu o tom das declarações: “O Grêmio fez um grande investimento mesmo, fez um investimento e espera dele posição de protagonismo. Questão salarial às vezes é totalmente irrelevante se há solução em campo. Jogador gosta de ver solução, grupo gosta de solução. Se um joga bem e resolve, todos ganham. É assim que estamos tratando o tema e é assim que chegamos a um ponto em que temos de definir. Agora é ele que tem de dizer se quer ficar e como quer ficar. Se quer ficar totalmente identificado com o clube, com a busca por bons desempenhos, ótimo. Se não quiser ficar ou achar que está ruim, não vamos segurar ninguém. A bola não está conosco, está com o jogador. Ele precisa se resolver e nos dizer se vai ficar. Se ele não quiser, não tem problema. Só nos diga de uma vez por todas”.

Fonte: UOL Esporte.

Fechar