Categorias
Blog do Ilgo

Atuação decepcionante e ainda um VAR pra complicar

O VAR mais uma vez decidindo contra o Grêmio. É o que aconteceu nesta noite de segunda-feira, na ponta do rabo da rodada, onde o Grêmio tinha tudo para somar 3 pontos e ficou apenas com 1 no empate por 3 a 3, em plena Arena, contra a Chapecoense, time candidato ao rebaixamento.

Foi pênalti em kannemann. Empurrão pelas costas. Quando a vítima é alguém do Grêmio nesses empurrões, nunca é com intensidade suficiente para derrubar ou algo assim. Foi o que aconteceu com o zagueiro argentino (ele e Geromel em jornada bem abaixo do normal) no lance de pênalti que o juiz marcou, mas voltou atrás depois da intervenção do VAR, sempre tão generoso e compreensivo com o Inter neste Brasileirão.

Então, a arbitragem prejudicou o Grêmio.

Agora, quem mais prejudicou o Grêmio foi o próprio time gremista. Começou indolente, desatento, sem concentração, e chegou a estar perdendo por 3 a 2, uma derrota evitada pela dupla Luan e Tardelli, este autor do gol de empate na reta final do jogo, após cruzamento meticuloso de Luan. Os dois entraram na metade do segundo tempo para apagar o incêndio.

Generalizando, praticamente ninguém jogou bem no time do Grêmio. A rigor, apenas Éverton e Matheus Henrique se salvaram. Os demais desenharam o quadro da dor.

Está certo que o time foi mal, mas ainda assim, com sua melhor formação do momento, tinha obrigação de somar três pontos, e nunca sofrer três gols de um time modesto apesar de muito aplicado que foi a Chapecoense.

E assim, de empate em empate, o Grêmio vai se distanciando da ponta de cima do campeonato. Era jogo para vencer e encostar no G-6. Sábado, 19h, é contra o Flamengo, no Rio.