Notícias

Grêmio perde invencibilidade, liga alerta no Brasileirão e estuda mudar a estratégia

Direção assume preocupação com campanha no Brasileirão e diz que conversará com Renato Gaúcho

O Grêmio não vence há um mês no Campeonato Brasileiro. A derrota por 3 a 1 para o Flamengo era até esperada, uma vez que o time foi basicamente reserva, mas a sequência de três empates anteriores fez o Grêmio ligar o alerta na competição.

Com o resultado, o Grêmio perdeu a invencibilidade de 10 jogos ostentada desde a parada para a Copa América. O time gaúcho precisa começar a pontuar para não passar a se preocupar com a parte debaixo da tabela. Atualmente é o 13º colocado, com 17 pontos, sete acima do Cruzeiro, o 17º.

Por isso, não se descarta, inclusive a troca de estratégia, de uso de equipe totalmente reserva. Mas, ao ser perguntado sobre reforçar o time usado no Brasileirão, Renato Gaúcho afirmou que isso será pensado rodada a rodada e não disse, como já fez outras vezes, que optará sempre pelos reservas. Everton foi o único titular escalado na partida contra o Flamengo– entrou no segundo tempo.

Renato Gaúcho afirmou: “A gente pensa, sempre, jogo a jogo. Mas é o Grêmio e o Inter são os dois clubes que estão em três competições. Não adianta exigirem. Quem muito quer, nada tem. Daqui a pouco conquista o título, “ah, foi tudo muito bom, tudo certo”. É o risco que corremos. Se alguém do clube, o presidente falar: “Vamos só no Brasileiro”, nós vamos só no Brasileiro. Lógico que vamos perder alguns jogos, estávamos há 10 jogos invictos.”

O vice de futebol Duda Kroeff já foi mais enfático. Se o treinador citou que a diretoria tem poder de se posicionar para dar mais força ao time do Brasileirão, o dirigente mostrou-se preocupado com o momento vivido na competição, apesar dos bons resultados em Copa do Brasil e Libertadores até agora.

Duka Kroef afirmou: “Estamos indo bastante bem nas outras duas competições. Mas no Brasileiro, estamos indo mal. Preocupa, sim. Vamos ver, pensar à respeito, conversar com o Renato, ver o que podemos fazer para somar pontos, que é o que precisamos. Perder para o Flamengo aqui não é o fim do mundo, mas podíamos ter um resultado melhor. Não foi nenhuma tragédia.”

No Maracanã, o Grêmio não teve consistência na partida. O meio-campo esteve vulnerável e não contribuiu para criar no ataque. Galhardo como meia pela direita outra vez não funcionou, apesar do gol do camisa 42, de pênalti. Quando conseguiu encontrar espaços, não aproveitou.

Na próxima rodada, Renato não contará com Juninho Capixaba, suspenso, para o jogo com o Palmeiras, no sábado, às 21h. Antes, O clube gaúcho encara o Athletico-PR na próxima quarta-feira, pela primeira partida da semifinal da Copa do Brasil.

Fonte: GloboEsporte.com

Fechar