Categorias
Blog do Ilgo

Grêmio goleia e direção vai questionar CBF sobre arbitragens

Confesso que fiquei triste por alguns momentos depois de festejar a goleada de 4 a 1 sobre o Cruzeiro. Foi quando olhei a pontuação do Grêmio e a diferença para o líder e o grupo que luta por vaga na Libertadores de 2020.

O líder Flamengo tem 39 pontos, contra constrangedores 25 do tricolor. São 14 pontos de diferença, um abismo, um oceano. Números que não expressam a qualidade do futebol e seu verdadeiro potencial.

Sou defensor, sem qualquer dúvida, de priorizar Copa do Brasil e Libertadores. Se existem atalhos ao Olimpo, por que não usá-los?

Máfia

Mas o time não poderia estar com uma pontuação tão baixa, com todo respeito. Claro, não fomos bafejados pela ‘sorte’ de ter um VAR ao nosso favor, enquanto outros times jogo sim, jogo não, são contemplados com decisões que nos levam a imaginar que existe de novo uma ‘máfia do apito’ atuando, como ocorreu em 2005 e revelado pela revista Veja.

Não, não espere nada de qualquer um desses órgãos de fiscalização da lisura de procedimentos. Ou a imprensa, ou nada.

Mas este é um outro assunto, muito nojento, coisa das ratazanas que abundam no submundo. Estou com sentimento muito parecido com o expressado pelo colega Léo Gerchmann em seu twitter, também desolado e revoltado desde a semifinal contra o River, ano passado.

A direção gremista anunciou que irá questionar a CBF e sua comissão de arbitragem. No jogo deste domingo foram dois pênaltis sonegados ao Grêmio, enquanto um foi ofertado ao Cruzeiro.

O jogo

O Grêmio tornou o jogo fácil. O Cruzeiro está em crise, mas ainda tem um bom elenco e vinha motivado com o novo treinador.

Então, méritos do time armado por Renato Portaluppi, um time capaz de galgar posições se for mantido. Enquanto não chega a decisão contra o Flamengo, pela Libertadores, o negócio é focar firme no Brasileiro, que é uma competição chata e pervertida – clubes vendem mandos de campo, vejam só.

Neste aspecto, o mais beneficiado tem sido o Flamengo, como aconteceu nesta rodada. Isso causa desequilíbrio na competição, mas alguém pensa que a CBF está preocupada com essas coisas?

Diego Tardelli abriu o caminho para a vitória, com um belo gol após cruzamento milimétrico do Galhardo, de boa atuação em geral.

Novamente destaque do time, Alisson marcou seu gol, mostrando cada vez mais personalidade para assumir responsabilidades maiores nos jogos.

Fred, cada vez mais ex-jogador, marcou de pênalti, uma decisão controvertida, polêmica, mas eu acho que Michel fez mesmo a falta aos 36 do primeiro tempo.

Cheguei a imaginar um jogo mais complicado no segundo tempo. Mas o Grêmio voltou ainda melhor, aproveitando o nervosismo do adversário.

Aos 18 minutos, David Braz (substituiu Geromel, lesionado), uma grata surpresa pra mim, puxou contra-ataque e lançou Éverton, numa bela virada de jogo. Cebolinha invadiu a área e chutou no ângulo, golaço.

Aos 32, Jean Pyerre deu uma metida que deixou Éverton em condições de driblar o marcador e chutar na saída de Fábio.

Importante frisar que o Cruzeiro teve duas ou três boas chances de marcar, mas o gol foi evitado por Paulo Victor com defesas magistrais. O Grêmio poderia ter feito mais, mas falhou no acabamento.

Destaques

Os principais nomes do jogo: Éverton, Jean Pyerre (fez o vai e vem de área a área, desarmando e puxando ataques) e Alisson.

Por fim, Renato que parece de insistir com André. Tardelli mostrou que pode exercer muito bem a função de camisa 9.