Categorias
Blog do Ilgo

Grêmio joga bem, vence e mostra que goleada foi fora da curva

Para aqueles que previam um Grêmio abalado e desestruturado, arrasado pela goleada diante do Flamengo, resultado considerado ‘normal’ pelo vice-presidente Duda Kroef, a vitória por 3 a 0 sobre o Botafogo foi um alento.

Aqueles que já elaboravam lista de dispensas e até sugeriam contratações pelas redes sociais, talvez deixem de ser tão radicais, usando a eliminação humilhante da Libertadores como suporte para uma política de terra arrasada, em que nada presta, talvez amenizem um pouco suas críticas, porque o time mandou bem depois da queda.

O Grêmio fez uma partida que lembrou o ciclo de vitórias e boas atuações. É claro que depois dos 5 a 0 resta muita desconfiança sobre a capacidade de alguns jogadores e até do técnico Renato Portaluppi. Mas a amostra foi boa, estimulante, e quem foi à Arena saiu de lá satisfeito, embora ainda ferido e magoado com o time.

O gol logo cedo contribuiu para dar tranquilidade ao time e conquistar a torcida, como quem diz: “Podem confiar em nós, a goleada foi um acidente”.

Maicon, o capitão de atuação apagada no meio da semana, comandou a vitória. Abriu o placar ao receber um passe precioso de Luciano, que substituiu André, suspenso.

Com 11 em campo fica menos difícil, e Renato já deveria saber disso. As melhores atuações no Brasileirão foram sem André. As piores, com André.

O segundo gol também saiu de uma bola trabalhada, com Éverton achando Tardelli (em sua melhor atuação, comprometido e eficiente), que invadiu a área pela esquerda e chutou para Gatito salvar, mas nos pés de Thaciano, que só encostou para as redes.

Nesse lance, Gatito, citado por muitos gremistas como um goleiro que substituiria Paulo Victor com vantagem, por ironia, repetiu o que fez PV no primeiro gol do Flamengo: defendeu do jeito que dava, porque era um chute forte, quase à queima-roupa.

Mas faço questão de deixar isso registrado até como forma de fazer justiça a esse goleiro de tantas grandes atuações com a camisa tricolor.

No terceiro gol, mais uma vez bola trabalhada. Depois de um bombardeio, Éverton pegou o rebote e chutou forte.

Gostei da resposta que o time deu. O Grêmio mais uma vez avança na tabela, agora com melhores possibilidades na competição porque já não há mais a Libertadores pra ‘atrapalhar’. Pena que o título agora é impossível. No máximo, um terceiro ou quarto lugar.