Mundial de Clubes: Confira os últimos 5 brasileiros finalistas do torneio

Neste próximo sábado, 21, acontecerá a grande decisão do Mundial de Clubes da FIFA, em Doha, no Catar.

O torneio, que tem os campeões continentais e uma equipe da casa como participante terá, mais uma vez, um confronto entre sul-americanos e europeus na final. Flamengo e Liverpool reeditam a decisão de 1981, onde os rubro-negros venceram os ingleses por 3 a 0 e conquistaram o primeiro título mundial.

Desde que o novo formato do torneio foi implementado, em 2005, os brasileiros participaram de cinco decisões, vencendo três dessas. Todas foram contra times europeus, que saíram vencedores em apenas duas ocasiões.

O bom retrospecto, no entanto, é da década passada. Apenas o Corinthians, em 2012, conseguiu bater equipes europeias na decisão do Mundial. De resto, só deram eles nas decisões. O Real Madrid, por exemplo, conquistou quatro títulos nos últimos 5 torneios.

Quer conferir quem foram os últimos cinco brasileiros a decidirem uma Copa do Mundo de clubes da FIFA? Continue nesse post.

Os últimos 5 brasileiros finalistas do Mundial de Clubes

São Paulo

mundial-são-paulo
Divulgação/São Paulo FC

O São Paulo Futebol Clube foi o primeiro time brasileiro a participar do novo formato do Mundial de Clubes. Agora, haveria uma semifinal antes da grande decisão.

A primeira partida da equipe foi contra o Al-Ittihad, da Arábia Saudita. O jogo foi bem complicado, decidido apenas na segunda etapa. Amoroso abriu o placar para o tricolor paulista, mas Noor empatou para os árabes. Amoroso novamente balançou as redes e Rogério Ceni fez o terceiro, de pênalti. Os sauditas ainda descontaram com Al-Montashari, mas não foi o suficiente e os são-paulinos foram para a final com um 3 a 2 suado.

Na decisão, o time do treinador Paulo Autuori encarou o Liverpool, campeão da Champions League nos pênaltis, após empatar um jogo em que perdia por 3 a 0 para o Milan. Na final, Mineiro abriu o placar aos 27 minutos da primeira etapa, e depois os são-paulinos suportaram uma forte pressão dos ingleses para se tornarem campeões do mundo. O jogo ainda teve dois gols anulados para o Liverpool. Rogério Ceni foi escolhido como o melhor jogador da partida.

Internacional

mundial-internacional
Foto: Daniel Bouchina/Internacional

A primeira década do século XXI para o co-irmão foi de glórias. Em 2006, o time chegou à glória eterna ao derrotar o atual campeão, o São Paulo. No Japão, a equipe enfrentou os egípcios do Al-Ahly. O jogo, como sempre, foi difícil. O placar foi aberto com Alexandre Pato, aos 23 minutos, mas os adversários empataram com Flávio, no início do segundo tempo. A classificação veio com Luiz Adriano, na metade do segundo tempo.

O adversário do colorado na final era ninguém mais, ninguém menos que o Barcelona, que contava com jogadores como Lionel Messi, Samuel Eto’o e Ronaldinho Gaúcho. O jogo foi pressão total dos blaugrana, que tentava a partida inteira o gol. Mas os comandados de Abel Braga seguraram o jogo, e com um gol do improvável Adriano Gabiru, a equipe bateu os catalães por 1 a 0 e conquistaram a Copa do Mundo de clubes pela primeira vez em sua história.

Santos

mundial-santos
Foto: Kim Kyung-Hoon/VEJA

O Santos Futebol Clube foi a primeira equipe brasileira campeã mundial. Porém, apenas em 2011 a equipe conseguiu uma nova chance de tentar conquistar o título. Na etapa semifinal, a equipe de Neymar e cia. venceu o Kashiwa Reysol, do Japão, por 3 a 1. Neymar abriu o placar e Borges ampliou ainda no primeiro tempo. O lateral-direito Sakai descontou para os japoneses, mas Danilo deu números finais a partida e decretou a vitória da equipe santista.

Na decisão, novamente um clube brasileiro estaria frente-a-frente com o Barcelona. Dessa vez, a equipe de Pep Guardiola estava dominando o futebol europeu e buscava seu segundo título em três anos. Com um futebol envolvente e inovador, a equipe catalã derrotou os santistas por uma goleada de 4 a 0, com dois gols de Messi, um de Xavi e outro de Fábegras. É a maior goleada sofrida por um time brasileiro em decisões de Copa do Mundo de clubes.

Corinthians

mundial-corinthians
Divulgação/Corinthians

Campeão do torneio mundial de verão da FIFA em 2000, o Corinthians tinha a oportunidade de chegar pela primeira vez na competição como campeão continental. O alvinegro paulista teve pela frente o Al-Ahly, do Egito, como seu adversário na semifinal. A equipe de Tite não era a mais goleadora de todas, e com um futebol eficiente fez o resultado simples e se classificou para a decisão após um gol de Paolo Guerrero.

Na grande decisão de Tóquio, os corintianos enfrentaram o Chelsea, que foi campeão da Champions League após uma vitória nos pênaltis diante do todo poderoso Bayern de Munique. A equipe de Rafa Benitez pressionou os paulistas durante todo o jogo, obrigado o goleiro Cássio a fazer uma partida de almanaque e ser considerado o melhor da partida. O Corinthians conseguiu o gol em uma bola levantada na área, onde Guerrero novamente estava lá para cabecear para as redes e conquistar o único título mundial de times brasileiros na década.

Grêmio

mundial-grêmio
Soccer Football – FIFA Club World Cup Semi Final – Gremio FBPA vs CF Pachuca – Hazza Bin Zayed Stadium, Al Ain City, United Arab Emirates – December 12, 2017 Gremio’s Everton celebrates scoring their first goal with team mates REUTERS/Amr Abdallah Dalsh

Vinte e dois anos depois, novamente o Grêmio chegava a um campeonato do mundo de clubes. Com um futebol envolvente e totalmente seguro, a equipe enfrentou os mexicanos do Pachuca. O jogo, no entanto, não foi tão simples. Apenas na prorrogação o jogo foi decidido, quando Everton Cebolinha marcou o gol decisivo aos cinco minutos tempo extra.

Na decisão, a equipe enfrentou o superpoderoso Real Madrid, que buscava o terceiro título nos últimos quatro anos de competição. Diferentemente de outros confrontos recentes entre brasileiros e europeus, os gremistas conseguiram segurar os espanhóis com a bola rolando, mas o time madrilenho tinha o melhor jogador do mundo na época, Cristiano Ronaldo. O camisa 7 do time espanhol fez um gol de falta logo no início da segunda etapa para se tornar campeão do mundo.

Confira também: