Notícias

Thonny Anderson deve ser vendido por 15 milhões de reais

Thonny Anderson chegou ao Grêmio em 2018 após negociação com o Cruzeiro. O clube pagou 500 mil reais por 30% do meia, e com mais 20% que havia adquirido com a venda de Edilson para o clube mineiro, ficou com metade dos direitos econômicos do atleta. No entanto, o jogador foi emprestado nessa temporada para o Athletico Paranaense para ganhar rodagem.

Lá, Thonny Anderson atuou em 33 partidas e marcou cinco gols. Além disso, foi campeão da Copa do Brasil pelo clube, mas não se tornou titular da equipe de Tiago Nunes. Seu retorno para o Grêmio, porém, provavelmente não acontecerá. O jogador despertou interesse do Bragantino, clube que retornou a primeira divisão e tem forte investimento da marca de bebidas Red Bull.

O site globoesporte.com apurou o interesse o clube paulista pelo atleta, e confirmou a negociação entre os clubes. Para adquirir Thonny Anderson, a diretoria do Bragantino estaria disposta a desembolsar 15 milhões de reais pelos 50% dos direitos econômicos pertencentes ao tricolor. O recém-chegado à Série A tem como projeto o desenvolvimento de jovens atletas que possam gerar retorno financeiro aos seus clubes.

Além do projeto no Brasil, o Red Bull possui clubes na Áustria, Alemanha e Estados Unidos, sempre mantendo o perfil de maturação de jovens promessas e revenda à médio prazo. Mesmo assim, as equipes conseguem grandes resultados, chegando até mesmo à UEFA Champions League com seus dois projetos, o Salzburg e o Leipzig.

Com as saídas de Luan e Thonny Anderson, Grêmio busca reposições para o meio-campo

com-as-saídas-de-luan-e-thonny-anderson
Foto: Marco Rosi/Getty Images

Também de acordo com o globoesporte.com, o Grêmio está em busca de opções para o meio-campo após a saída de Luan e Thonny Anderson. Somadas, as negociações devem gerar aos cofres gremistas um lucro de cerca de 37 milhões de reais. Dessa forma, a diretoria busca peças de reposição para ter um elenco forte em 2020. Romildo Bolzan, presidente, e Klauss Câmara, diretor executivo, estão no comando das negociações.

As primeiras pedidas da comissão técnica para a diretoria foram os de Caio Henrique e Raphael Veiga. As negociações, entretanto, sofrem entraves. A primeira devido a forte concorrência da europa, e a segunda pelos altos valores pedidos para o jogador. No caso de Caio Henrique, a versatilidade é um ponto essencial, já que o atleta também pode atuar como lateral-esquerdo.

Uma das definições da diretoria é quanto as características de jogador desejado para a posição de volante. Conforme apurou o jornalista Eduardo Moura, os mandatários do clube estão em busca de um atleta com estatura alta e que saiba jogar. A contratação de mais um volante se faz necessária devido as ausências de Maicon e Matheus Henrique no início da temporada, além da indefinição sobre as permanências de Michel e Rômulo e a inexperiência de Darlan.

Ainda sobre a posição, uma notícia agitou os torcedores gremistas nesse fim de semana. Em entrevista ao site italiano Calcionline, o volante da Lazio e ex-jogador do Imortal, Lucas Leiva, declarou o desejo em retornar à equipe num futuro próximo. O jogador, no entanto, ainda tem contrato com o clube italiano até o fim de 2022, e acredita ser difícil sair de Roma para voltar a Porto Alegre ainda em 2020.

– Voltar para o Grêmio? Sim, é algo que eu quero. O Grêmio é um time pelo qual tenho muito carinho, em que me diverti muito. Eu tenho muito amor pela cidade e pelos fãs, que sempre me trataram muito bem, por isso é algo que me passa pela cabeça. Mas isso não depende apenas de mim, para que isso aconteça, vários fatores terão que ocorrer. Neste momento, a situação é a que eu já reiterei. Não estou pensando muito no futuro, mas é algo que tenho em mente, realmente, e talvez jogue novamente com a camisa do Grêmio – confessou o volante.

Confira também:

Fechar