Notícias

Retrospectiva 2019: as campanhas do Grêmio no Gauchão e na Copa do Brasil

Durante a última semana de 2019, faremos uma retrospectiva no nosso site de toda a temporada do Imortal. Nela, traremos o que aconteceu de melhor – e pior – no ano do Grêmio. A primeira das cinco partes falará de duas ótimas campanhas da equipe, além da único troféu conquistado na temporada.

O Grêmio terminou 2018 com ótimos números. Campeão Gaúcho, semifinalista da Copa Conmebol Libertadores pela segunda vez seguida, campeão da Recopa Sul-americana diante do Independiente, o Rei de Copas. Além disso, ainda conquistou a quarta colocação no Campeonato Brasileiro, se classificando novamente de forma direta para a fase de grupos da maior competição do continente.

A diretoria viveu uma novela no início do ano, já que o treinador da equipe, Renato Portaluppi, negociava uma possível saída do clube. No entanto, no final o ídolo do tricolor retornou para a casa onde conquistou a América por duas vezes, uma como jogador e outra como técnico. Assim começou o 2019 do Grêmio Football Porto Alegrense, um ano de – novamente – muitas expectativas.

Quer relembrar o que rolou no ano do Grêmio? Continue nesse post e confira a primeira parte da nossa retrospectiva.

Retrospectiva 2019: O Rio Grande do Sul é tricolor mais uma vez

retrospectiva-2019-o-rio-grande-do-sul-é-tricolor
Paulo Victor, em noite inspirada, comemora defesas na final do Campeonato Gaúcho. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

A retrospectiva do ano de 2019 do Grêmio começa tranquila. A estreia no Campeonato Gaúcho foi com goleada diante do Novo Hamburgo por 4 a 0. Apenas dois tropeços e com um gol sofrido na segunda rodada, o Imortal acabou a primeira fase como líder da competição, fazendo 29 pontos em 11 partidas, com incríveis nove vitórias e os mesmos 29 gols marcados. Durante a primeira fase da competição, a equipe ainda enfrentou o Avenida, pela Recopa Gaúcha, e se tornou campeão após golear por 6 a 0.

Classificado em primeiro lugar geral na primeira fase, o tricolor foi para a segunda fase enfrentar a oitava melhor campanha, o Juventude. No primeiro confronto, um massacre. 6 a 0 no Alfredo Jaconi e a vaga, que já era mais do que esperada, ficou praticamente garantida. No segundo jogo, o tricolor tirou o pé e empatou com o Ju por 0 a 0 na Arena, se qualificando para enfrentar o São Luiz, quarta melhor campanha do torneio.

Contra o alvirrubro de Ijuí, o embate foi mais difícil. No Estádio 19 de Outubro, um 0 a 0 que levou a decisão da vaga para a final para Porto Alegre. Na Arena, o Grêmio se manteve impecável: 3 a 0, com gols de Alisson, André e Cebolinha para se colocar em mais uma final e defender o título do Gauchão. Mais uma vez, um Gre-Nal decidiria o torneio, a quarta vez na década.

Com a vantagem de decidir em casa, o Grêmio foi para o Beira-Rio tentando segurar o resultado. A primeira partida da decisão foi truncada e com grandes atuações dos goleiros. Com direito a bola no travessão de Alisson e Paulo Victor salvando no segundo tempo, o primeiro jogo da decisão ficou no zero. Na segunda partida, novamente o zero insistiu em permanecer no placar. Como ninguém conseguiu obter a vantagem necessária para ser campeão, o título do Gaúchão 2019 ficou para ser decidido nas penalidades.

Na decisão por pênaltis, surgiu a estrela de Paulo Victor. O goleiro do Imortal defendeu três cobranças, de Camilo, Nico López e Victor Cuesta, e salvou a pele de Everton e Michel, que também perderam suas tentativas. Dessa forma, o Grêmio chegava ao seu 38º oitavo título de campeão gaúcho, o primeiro bicampeonato desde as temporadas de 2006 e 2007. Renato conquista assim seu sexto título na nova passagem pelo tricolor, o segundo na temporada 2019.

Retrospectiva 2019: Grêmio perde a vaga na final em virada histórica

retrospectiva-2019-grêmio-perde-a-vaga
Santos defende a cobrança de Pepê e coloca o Athletico Paranaense na decisão da Copa do Brasil. Divulgação/Athletico Paranaense

Desde que a Copa do Brasil mudou de formato, em 2017, os times classificados para a fase de grupos da Copa Conmebol Libertadores tem vaga direta para as oitavas-de-final do torneio. O Grêmio, que foi o quarto colocado no Campeonato Brasileiro de 2018, novamente iria iniciar a disputa nessa fase. O time buscava repetir o feito de 2016, quando foi campeão ao bater o Atlético Mineiro e conquistou a competição pela quinta vez.

O sorteio para definir o primeiro adversário ajudou muito o tricolor. O Juventude, mesmo time que sofreu uma goleada por 6 a 0 no Gauchão desse ano, foi a equipe sorteada para enfrentar o Grêmio nas oitavas. Diferentemente do torneio estadual, o Ju fez jogo duro para cima dos gremistas, e saiu da primeira partida com um empate em 0 a 0. Na Arena, entretanto, prevaleceu a força da equipe de Renato Portaluppi, que venceu com dois de Felipe Vizeu e um de Diego Tardelli, 3 a 0.

Para as quartas-de-final, porém, o adversário era bem mais difícil. O Bahia, de Roger Machado, que até então era um dos oito melhores times do Brasileirão, foi o confronto dessa fase. O primeiro jogo, dessa vez, foi em Porto Alegre. E as equipes fizeram um confronto duro, saindo empatadas em 1 a 1. No segundo jogo, na Bahia, o Grêmio partiu para cima dos oponentes para buscar mais uma classificação e conseguiu. A vitória chegou aos 18 da segunda etapa, com gol de Alisson.

Mais uma vez a equipe do tricolor chegava às semifinais da Copa do Brasil, a terceira nos últimos quatro anos. O oponente foi uma das equipes mais equilibradas do País, o Athletico Paranaense, comandado por Tiago Nunes. Os campeões da Copa Sul-americana visitaram Porto Alegre para a primeira partida, mas quem saiu com a vitória foi o Imortal. Logo com 23 minutos da primeira etapa, André abriu o placar. No segundo tempo, Jean Pyerre cobrou linda falta e ampliou a vantagem para o Grêmio. 2 a 0 e classificação praticamente garantida, esse era o pensamento dos torcedores gremistas.

No entanto, a segunda partida do Grêmio foi para esquecer. Na Arena da Baixada, os athleticanos saíram na frente com Nikão aos 16 minutos da primeira etapa, e seguiram pressionando durante todo o tempo. O resultado foi o empate e a pulverização da vantagem do Grêmio logo aos 3 minutos do segundo tempo, com Marco Rúben. O time ainda perdeu Kannemann, expulso, e Leonardo Gomes, que lesionou o joelho e ficou fora de toda a temporada. Nos pênaltis, Santos defendeu a cobrança de Pepê e deu a vaga para os paranaenses. Mais uma vez, o Grêmio para na fase semifinal da Copa do Brasil.

Se o sonho do hexa ficou longe em 2019, nossa retrospectiva relembra que o Athletico, classificado para a grande decisão, enfrentou o nosso rival, o Internacional. Em Porto Alegre, os comandados de Tiago Nunes deram um baile para se tornarem os campeões da Copa, dando mais um vice para os co-irmãos. O show teve direito à caneta de letra de Marcelo Cirino na lateral do campo, que gerou a assistência do gol do título athleticano. Ao menos isso, ufa!

Essa foi a primeira parte da nossa retrospectiva do ano de 2019 do Grêmio. Nos próximos dias, traremos também a temporada da equipe no Campeonato Brasileiro, na Copa Libertadores, no futebol feminino e na base. 2020 está chegando, logo, é bom relembrar os erros e acertos da temporada para chegarmos com tudo no próximo ano. Não perca os próximos posts!

Confira também:

Fechar