Notícias

Retrospectiva 2019: As gurias gremistas brilharam em campo

Durante toda a última semana de 2019, traremos uma retrospectiva da temporada do Grêmio. Dessa vez, iremos relembrar a trajetória das gurias gremistas no ano, que tiveram um alcance de novo patamar e chegam com tudo para 2020.

Com a obrigatoriedade da Conmebol de clubes terem equipes de futebol feminino, a diretoria do Imortal fundou o time da categoria em 2017. O primeiro ano do projeto não foi dos melhores, com a equipe sendo rebaixada para a Serie A2 do Campeonato Brasileiro. Mas a equipe não era totalmente controlada pelo tricolor, e sim por uma parceria entre o Grêmio e a Associação Gaúcha de Futebol Feminino (AGFF).

Em 2018, o tricolor decide montar uma equipe competitiva para a disputa da temporada e assume o controle total das decisões do time. O Vieirão, em Gravataí, se tornou o caldeirão das gurias gremistas. E os resultados logo chegaram. No mesmo ano, a equipe foi campeã do Campeonato Gaúcho, mas tropeçou nas quartas de final do Brasileirão Serie A2 e não conseguiu o acesso.

Para 2019, no entanto, a equipe veio ainda mais forte. Confira como o Grêmio conseguiu grandes êxitos na temporada do futebol feminino.

Retrospectiva 2019: A volta para a elite do futebol feminino nacional

retrospectiva-2019-a-volta-para-a-elite
Foto: Jéssica Maldonado/Grêmio FBPA

Nossa retrospectiva começa com a disputa do Brasileirão Serie A2. Depois de bater na trave em 2018, o tricolor voltava a disputa da Serie A2 com status de favorito. O time, comandado pela treinadora Patricia Gusmão, foi sorteado para o Grupo 4 na fase de grupos, onde teria como principal rival o Palmeiras, que havia se classificado por ser a melhor equipe no ranking masculino da Confederação Brasileira de Futebol.

A estreia foi contra o Toledo Esporte Clube, do Paraná. E nessa primeira partida, a equipe das gurias já mostrou a que veio no torneio: goleada por 10 a 0 e liderança garantida no grupo. Na segunda partida, nova goleada, agora diante das Moreninhas, do Mato Grosso do Sul, por 7 a 0. A terceira rodada marcou o primeiro – e único – revés do tricolor na primeira fase.

A derrota por 2 a 0 para o Palmeiras também acabou decidindo a liderança do grupo, pois a equipe paulista encerrou a fase de grupos impecável, e o Imortal veio logo atrás com quatro vitórias em cinco partidas. As gurias ainda bateram o Atlético Mineiro por 2 a 0 e a Portuguesa por 4 a 1.

Com o segundo lugar na primeira fase, o Grêmio teve como adversário o Fluminense, um dos melhores terceiros colocados, nas oitavas de final. O primeiro jogo, nas Laranjeiras, foi complicado, mas as gurias saíram com a vitória com um gol de Gabizinha. A segunda partida, no Vieirão, o time do Grêmio passou o trator no tricolor carioca. Um 5 a 0 para ninguém botar defeito. Bicê, Tchula, Andressinha e Karina, duas vezes, marcaram para o Imortal. A equipe voltava à fase de quartas de final, e bastava ir às semis para estar de volta para a elite do futebol feminino nacional.

Na fase dos oito melhores, o Grêmio enfrentou o América Mineiro. O primeiro jogo, em Belo Horizonte, praticamente definiu o rumo das quartas. Karina marcou duas vezes para o tricolor, e Lilian fez para o coelho. 2 a 1 fora de casa e a vaga nas mãos das gurias.

Em Gravataí, as equipes ficaram no zero a zero, e o Imortal estava de volta à elite do futebol brasileiro após dois anos na Série A2. Nas semifinais, a equipe retornou a Minas Gerais, dessa vez para enfrentar o Cruzeiro. No entanto, o time foi derrotado nos dois jogos e foi eliminado da competição. Mas o objetivo mais importante, que era o acesso, foi conquistado.

Retrospectiva 2019: Bicampeonato gaúcho bate na trave

retrospectiva-2019-bicampeonato-gaucho-bate-na-trave
Foto: Jéssica Maldonado/Grêmio FBPA

Continuando nossa retrospectiva, temos o Campeonato Gaúcho Feminino. O Grêmio chegou para a disputa do Gauchão Feminino de 2019 como favorito. A equipe de Patricia Gusmão venceu o torneio de 2018, e foi bem na disputa da Serie A2 do Brasileirão. Com seis equipes, a competição teve início com uma fase única, onde todos os times se enfrentavam entre si em turno e returno. As quatro melhores da fase de grupos se classificavam para a disputa das semifinais.

As gurias gremistas começaram bem o primeiro turno. Na primeira rodada, a equipe bateu o SERC Brasil por 2 a 0. Já no segundo jogo, foi mostrado a diferença entre as equipes do torneio, quando o tricolor venceu o Oriente por 9 a 0. A terceira rodada, no entanto, veio como um balde água fria para as gurias gremistas. Fora de casa, a equipe foi goleada pelo Internacional por 4 a 0, e perdeu a invencibilidade na competição. No quarto confronto, o time reencontrou o caminho das vitórias e venceu o Atlântico por 3 a 0. Para encerrar o turno, um sonoro 15 a 0 diante do João Emílio para se manter na cola das coloradas.

O returno iniciou com um novo massacre contra o time do João Emílio, agora por 12 a 0. Na sétima rodada, novo 3 a 0 para cima do Atlântico. O Gre-Nal do segundo turno foi muito mais equilibrado que o do primeiro, onde as equipes não saíram do zero no placar. Contra o Oriente, nova goleada, agora por 5 a 0. E para fechar a campanha, vitória por 4 a 2 diante do SERC Brasil. Com 25 pontos ganhos, 53 gols marcados e 6 sofridos, as gurias gremistas estavam classificadas para enfrentar o SERC na semifinal.

O equilíbrio que houve na última partida da primeira fase não se repetiu nas semifinais. O Grêmio atropelou as adversárias por 8 a 0, com dois gols de Juliana Oliveira, dois de Marta, e outros de Karol Lins, Katrine, Gisseli Mariano e Pri Back. O Gre-Nal, confronto entre as duas melhores equipes do torneio, estava garantido para a decisão. Uma grande festa foi feita para as gurias gremistas no Estádio 19 de Outubro, em Ijuí. No Gre-Nal mais disputado do futebol feminino no ano, as coloradas conseguiram sair com a vitória e o título do Campeonato Gaúcho Feminino. Pri Back e Juliana Oliveira marcaram para o Grêmio no 4 a 2 contra as rivais.

Retrospectiva 2019: Destaque das gurias gremistas reconhecido pela Seleção Brasileira

retrospectiva-2019-destaque-das-gurias
Foto: Jéssica Maldonado/Grêmio FBPA

Mesmo sem conquista de títulos, o ano das gurias gremistas foi especial. Classificadas para a Serie A1 do Campeonato Brasileiro e vice-campeãs do Gauchão Feminino, as comandadas da treinadora Patricia Gusmão tem muito o que comemorar. Para 2020, os planos da diretoria gremista devem ser maiores, e o que é feito no Centro de Treinamento e Formação Presidente Hélio Dourado é reconhecido até mesmo pela CBF.

Esse ano, ao menos três gurias gremistas foram convocadas para as seleções de base do Brasil. Entre elas, Gisseli Mariano, Marta e Eudimilla. Todas elas fazem parte da equipe principal do tricolor, mas ainda possuem idade para reforçar as categorias de base da seleção. 2020 começa com Liga Sul-Americana Feminina Sub-19 e o Campeonato Sul-Americano Feminino Sub-20, e a presença das atletas é mais do que garantida nas competições.

O investimento no futebol feminino mostra um novo momento do esporte no País. A própria CBF investiu pesado após o fim da Copa do Mundo desse ano, trazendo a treinadora sueca e multi-campeã Pia Sundhage. É uma tentativa de disseminar a prática da atividade para muitas meninas que também possuem o sonho de terem sucesso dentro das quatro linhas. Que o 2020 das gurias gremistas seja repleto de conquistas!

Nossa retrospectiva continua amanhã, onde falaremos do ano da base gremista – outro que foi repleto de vitórias e feitos inéditos. Não deixe de conferir!

Confira também:

Fechar