Everton é escolhido para a Seleção da América de 2019; confira os outros nomes da lista

Everton Cebolinha está entre os melhores da América do Sul. Artilheiro do Grêmio na temporada, o jogador foi escolhido para a Seleção da América de 2019, elaborada pela edição uruguaia do jornal ‘El País’.

A equipe é formada pelos melhores jogadores da temporada, escolhida por uma série de profissionais especializados. Everton foi o único nome de um clube diferente de Flamengo e River Plate. Os finalistas da sexagésima Copa Conmebol Libertadores dominaram em todas as posições, exceto a do atacante gremista.

É a primeira vez em que Cebolinha é escolhido para o time dos melhores do continente. Desde 2017, o Grêmio tem colocado seus jogadores de forma consecutiva na equipe. Nesse mesmo ano, Luan, ex-jogador do tricolor, foi escolhido o Rei da América, prêmio concedido ao melhor jogador da temporada sul-americana. No ano passado, Geromel e Kannemann foram escolhidos, e junto a Dudu foram os únicos atletas de clubes brasileiros a participar da lista.

Confira agora quem fez parte da lista além do nosso Cebolinha.

Everton é o único jogador da seleção da América que não atua no Fla ou River; confira a lista completa

Defesa

As posições de defesa foram distribuídas entre, é claro, River e Flamengo. No gol e na zaga, Armani e Pinola representaram a equipe argentina. Ambos fizeram uma temporada acima das expectativas, além de atuarem com segurança durante boa parte da final da Libertadores. O erro nos últimos minutos da final em Lima não desconsidera um ano acima da média de dois experientes atletas.

O Flamengo, por sua vez, teve os três outros representantes. Rafinha e Filipe Luis, que chegaram ao rubro-negro do Rio na metade da temporada, ajudaram a equipe carioca a avançar nos objetivos do ano, como a conquista da América e do campeonato nacional. Quem completa a lista é Rodrigo Caio, que fez um ano seguro com a camisa preto e vermelha. O jogador, que é um dos favoritos a se tornar futuro titular da seleção brasileira, foi um dos destaques da equipe no ano.

Meio-campo

O meio-campo teve maioria argentina. Os dois escolhidos tiveram atuações acima das expectativas na temporada sul-americana. O volante Enzo Pérez, dono do primeiro terço ofensivo do River, foi selecionado. Ignacio Fernandez, segundo volante da equipe de Buenos Aires, foi o outro que entrou no time.

O terceiro homem do meio-campo escolhido foi o uruguaio Georgian de Arrascaeta, que foi peça fundamental no título do rubro-negro com seu forte poder ofensivo e muitos gols durante 2019. Com 18 gols e 19 assistências, o jogador teve um forte impacto no ataque do Flamengo. Sem ele, provavelmente, a equipe não criaria tanto como criou na temporada.

Ataque

O primeiro escolhido pelos jornalistas uruguaios para compor o ataque da Seleção da América foi Everton. Colocando novamente um jogador do Imortal na lista, Cebolinha se consolidou como um dos maiores jogadores do continente, principalmente após a conquista da Copa América, onde o atacante foi titular e fez o gol do título da seleção brasileira na competição continental entre países.

O segundo nome do ataque foi Bruno Henrique. Provavelmente, o jogador mais decisivo do Flamengo na temporada 2019. Com 35 gols e 15 assistências em 2019, o atacante chegou até à seleção brasileira principal. Nas fases finais da Copa Conmebol Libertadores, Bruno Henrique foi responsável por jogadas que deram as classificações para a equipe rubro-negra na competição. Além disso, sua participação no Campeonato Brasileiro de 2019 colocou o Flamengo, como o próprio jogador declarou, em outro patamar.

O último nome do ataque e Rei da América do ano de 2019 foi Gabriel Barbosa. Com mais de 40 gols na temporada, Gabigol foi o responsável por marcar os dois gols da virada do Flamengo diante do River Plate, em Lima. O jogador foi também o melhor atleta do Campeonato Brasileiro, fazendo a melhor temporada de sua carreira. A torcida do rubro-negro deseja que o jogador fique, e a diretoria flamenguista busca a renovação, que deve chegar à casa dos 15 milhões de euros.

everton-é-o-único-jogador-na-seleção-da-américa-que-não-atua-no-Fla-ou-RIver
Reprodução/El País

 

Confira também: