Edilson quer voltar ao Grêmio, mas diretoria nega contato com atleta

Conforme informamos no nosso site na tarde de ontem, 3, o lateral-direito Edilson estaria nos planos do Grêmio para a próxima temporada. O lateral de 33 anos de idade, e que estava atualmente no Cruzeiro, teria conversado com o treinador Renato Portaluppi sobre um possível retorno a Porto Alegre. O jogador foi um dos titulares do tricolor na reconquista da América em 2016, além de ter sido campeão na Copa do Brasil de 2016.

De acordo com o site mineiro Superesportes, o jogador não esconde o desejo de vestir a camisa do Imortal em 2020. Edilson foi entrevistado pela emissora de rádio Liberdade FM, e foi perguntado sobra o possível retorno à equipe gremista. O lateral não escondeu que seria uma grande oportunidade, mas garantiu que ainda tem contrato com o Cruzeiro.

Casa eu já tenho em Porto Alegre (risos). Mas independentemente de tudo, tenho que voltar para Belo Horizonte, tenho contrato com o Cruzeiro ainda, mais um ano. Tenho que me apresentar. Há especulações. De repente posso retornar. Mas isso o Gilmar (Veloz, empresário) vai conversar com o Klauss (diretor de futebol do Grêmio). Mas a vontade, sempre deixei claro, por ter um carinho muito grande pelo Grêmio, é de um dia retornar. E esse seria um grande momento, por tudo o que vem acontecendo – afirmou o lateral campeão da América.

Empresário de Edilson afirma que Cruzeiro deseja romper com alguns jogadores; Diretoria do Grêmio nega que esteja negociando com o jogador

empresário-de-edilson-afirma-que-cruzeiro-quer-se-livrar-de-alguns-jogadores
Foto: Brunno Haddad/Cruzeiro EC

O empresário de Edilson, Gilson Veloz, foi procurado pelo portal mineiro para confirmar se existem ou não negociações entre Cruzeiro e Grêmio pelo jogador. Veloz afirmou que o contrato com o Cruzeiro segue vigente, mas que o clube deseja se desfazer de alguns jogadores devido aos seus altos salários e a incapacidade da Raposa em pagar os futuros vencimentos dos seus atletas. De acordo com alguns sites esportivos, os mandatários do time mineiro desejam que o teto salarial do elenco seja de apenas 150 mil reais. Apenas o salário de Edilson já é maior que o esse teto.

le tem contrato com o Cruzeiro, ele é jogador do Cruzeiro. O Cruzeiro realmente está numa mudança lá de direção. Na metade do mês de dezembro, me ligou o então vice-presidente (na verdade, gestor de futebol) daquele grupo que tinha assumido, falando da possibilidade de saírem alguns jogadores já que os clubes rebaixados não teriam mais garantia de orçamento da TV, e todos aqueles contratos que existem. E que já estava adiantando, que teriam algumas alterações, que se tivessem qualquer coisa, que estariam abertos para conversar – afirmou o empresário.

No entanto, com o alto salário e idade avançada, o Grêmio não tem o seu nome como primeira opção para a lateral-direito. A diretoria gremista deseja reduzir a sua folha salarial para 2020, focando em jogadores mais jovens e com vencimentos menores. De acordo com o LANCE!, a gerência não deseja contratá-lo e negou um possível contato com o jogador. Mas é de entendimento da comissão técnica e dos mandatários do tricolor que a equipe precisa de mais um nome para a posição, já que por enquanto, apenas Victor Ferraz, contratado no fim de 2019, está disponível para a posição.

Confira também: