Valores altos podem dificultar negociações com Pedro e Vanderlei para o Grêmio

Conforme informamos no nosso site nos últimos dias, o Grêmio vem negociando com jogadores para praticamente todas as posições titulares da equipe.

Após as saídas de André, Diego Tardelli e Felipe Vizeu, o número de opções para o ataque ficou bem reduzido. Dessa forma, a diretoria do tricolor foi ao mercado em busca de novos nomes. O que foi ventilado com mais força foi o de Pedro, centroavante de 22 anos, ex-jogador do Fluminense e atualmente na Fiorentina, da Itália.

Com poucas atuações desde que se transferiu para a Viola, o estafe do atleta e a diretoria do clube italiano não veem a permanência dele em Florença. Com isso, clubes brasileiros começaram a procurar informações sobre o seu atual valor de mercado. O Grêmio, na busca por um camisa 9 de peso, iniciou as negociações.

Foram especuladas diversas formas para trazer o jogador. A primeira envolvia um empréstimo, o que não foi para frente. A Fiorentina deseja apenas vendê-lo, para reaver parte de seu investimento. Dessa forma, as tratativas em relação a uma possível compra começaram a ser sondadas.

Falou-se até no envolvimento de Kannemann, zagueiro titular da equipe do Grêmio, em troca do atacante. Mas isso não está nos planos da diretoria gremista. O grande empecilho, de acordo com o site globoesporte.com, está no valor de Pedro. O clube italiano espera ofertas que possam chegar próximos aos 11 milhões de euros investidos em agosto do ano passado.

O alto valor (mais de 50 milhões de reais) coloca o tricolor em uma posição desfavorável. A diretoria do clube afirmou, ainda em 2019, que não ultrapassaria os 19 milhões utilizados para compras de jogadores na última temporada. Além disso, a equipe sofre forte concorrência do Flamengo, que tentou comprar Pedro ainda no ano passado, mas teve a oferta rejeitada pela diretoria do Fluminense.

De acordo com o FOX Sports, caso Gabriel Barbosa, atacante do Flamengo, assine com outro clube, o destino de Pedro será o rubro-negro. No entanto, ele manterá negociações com a diretoria gremista enquanto aguarda a resolução das negociações no Rio. Caso Gabigol não saia da Gávea, o destino do atacante da Fiorentina será mesmo Porto Alegre.

Santos pede o triplo da proposta feita pelo Grêmio por Vanderlei

Santos-pede-o-triplo-da-proposta-feita-pelo-Grêmio-por-Vanderlei
Foto: Marcello Zambrana/AGIF

Após demonstrar que não estaria disposto a contratar um goleiro no início da temporada, a diretoria gremista parece estar tentando investir em um nome para a posição. Depois de sondar arqueiros de fora do País, quem surgiu forte em uma possível negociação foi Vanderlei, goleiro de 35 anos do Santos Futebol Clube.

Com a chegada de Jorge Sampaoli ao clube santista em 2019, o jogador perdeu sua posição de titular da equipe para Éverson, e não irá recuperá-la na próxima temporada, já que o novo treinador do time, Jesualdo Ferreira, afirmou que começará o ano com o mesmo goleiro do ano anterior. Dessa forma, Vanderlei se viu sem espaço e está a procura de novas oportunidades.

Assim, o Grêmio surgiu como um forte candidato a contratar o jogador. Mesmo com a confiança de Renato Portaluppi em Paulo Victor, a diretoria gremista pretende ter alguém que dispute a posição com o arqueiro, enquanto o seu terceiro goleiro, Phelipe Megiolaro, ganha experiência atuando em partidas menos importantes e subindo na hierarquia de forma tranquila.

A nova informação, vinda do FOX Sports, é que o tricolor teria oferecido 700 mil euros (cerca de R$ 3,2 milhões) pelo goleiro. Porém, a diretoria santista não estaria satisfeita com o valor, e demonstrou o desejo de receber 2 milhões de euros (R$ 9,1 milhões) por Vanderlei. O valor é considerado alto, e o Grêmio parece estar procurando um nome para a posição de forma tranquila.

Confira também: