Categorias
Blog do Ilgo

A gurizada brilha, mas Grêmio insiste com a velha guarda

Nunca o Grêmio esteve tão perto de vencer o torneio Copa São Paulo de Futebol Junior. Empatou no tempo normal e acabou perdendo nos pênaltis.

É preciso deixar registrado que o time da base gremista (idade média inferior ao do rival) provavelmente teria vencido nos 90 minutos se não tivesse o Alison expulso no início do segundo tempo.

O zagueiro cometeu o crime de festejar subindo o alambrado junto à torcida. A decisão é amparada por uma regra estúpida, que, claro, será abolida depois da rigorosa punição aplicada ao Grêmio.

Entra para o rol das coisas que só acontecem com o Grêmio, a começar por aquela do ‘racismo’ que ajudou a eliminar o clube de uma Copa do Brasil.

O que realmente importa, no momento, é que o trabalho competente na base tem apresentado resultados positivos, uma safra como jamais se viu outra igual no clube, e que já dura alguns anos.

O que interessa não é ser campeão disso ou daquilo, e sim formar jogadores de qualidade para o grupo principal. Se eu tiver que escolher entre um título na base e a formação de um craque para o time de cima, fico com a segunda opção.

Neste aspecto, só resta esperar. O tempo dirá quem foi o real vitorioso desta Copinha.

FUNIL

O funil da passagem para o grupo principal é estreito. No entusiasmo a gente cita vários nomes, mesmo sabendo que apenas dois ou três vão emplacar realmente.

Meus candidatos: o goleiro Adriel; o lateral direito Vanderson (que não jogou a final); o zagueiro Heitor; os volantes Gazão e Diego Rosa (perdeu um gol feito no final do jogo); o meia Pedro Lucas; e os atacantes Elias e Fabrício o autor da bela jogada do gol azul.

SUB-40

Com as contratações de Diego Souza e Thiago Neves o Grêmio parece estar formando um time sub-40.

Temos então que no momento em que forma jovens talentos o Grêmio reduz o espaço para aproveitamento de suas promessas trazendo medalhões em visível declínio técnico e físico.