Grêmio começa a replanejar os próximos passos após a derrota no primeiro turno do Gauchão

Equipe terá maratona de jogos em março

A derrota do Grêmio para o Caxias, pela final do primeiro turno do Campeonato Gaúcho, custou caro para os planos da diretoria e comissão técnica gremista. De acordo com o planejamento para a temporada, chegar de forma antecipada à finalíssima da competição estadual poderia dar folga aos jogadores do elenco principal.

No entanto, com o objetivo não alcançado, os planos terão de ser alterados. Isso, porém, causará uma redefinição de objetivos para o clube. Com 7 jogos em 27 dias no mês de março, a equipe terá uma maratona e com a necessidade de ir bem em ambas as competições.

De acordo com o vice-presidente do futebol do clube, Pedro Luz, a prioridade será a Libertadores. A competição continental começa no próximo dia 3 de março para o Grêmio, que terá força máxima em campo. Para o Gauchão, os jogadores utilizados serão os que estiverem disponíveis, mas não se sabe se titulares ou reservas.

– Estávamos muito convictos que teríamos a vitória e o título A partir de terça terá um processo de reavaliação. Há a Libertadores, mas também tem a importância de ganhar o segundo turno. Temos dois atletas titulares para cada posição no time, que o Renato escale sempre o que há de melhor na Libertadores o que pudermos disponibilizar no Gauchão – declarou o dirigente.

Confira também: