Grêmio vence América de Cali por 2 a 0 na estreia da Libertadores

Equipe domina os colombianos e mostram espírito copeiro

Na noite desta terça-feira, o Grêmio estreou na Taça Libertadores da América, jogando diante do América de Cali, no Estádio Pascual Guerrero, na Colômbia. E o resultado não poderia ser melhor para o tricolor: com domínio total sobre a partida, o Imortal mostrou espírito copeiro e derrotou os colombianos por 2 a 0.

O sistema com três volantes funcionou, e a equipe teve amplitude para chegar ao ataque e marcar os gols da vitória. Mesmo sem fazer gols, Diego Souza novamente foi importante, dando assistência para o primeiro do tricolor no jogo. Matheus Henrique, como é de costume, liderou o meio-campo mais uma vez, e foi o melhor em campo.

Confira um resumo de como foi a partida.

Grêmio domina América de Cali e vence fora de casa pela Libertadores

grêmio-domina-fora-de-casa-e-vence-na-estreia-da-libertadores
FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

A partida entre América de Cali e Grêmio começo como se imaginava. Os colombianos, que estavam há 11 anos sem chegar na competição, foram com tudo para cima do tricolor, e assustaram primeiro. Com 11 minutos, Rangel ganha a bola pelo alto e deixa Sierra livre. O atacante corre com o campo aberto e arrisca. A bola sai pelo lado direito do gol de Vanderlei, raspando a trave.

Com 14 minutos, no entanto, o tricolor mostra o seu espírito copeiro. Em cobrança de falta, Lucas Silva chuta em direção ao gol, mas a bola bate na barreira, e acaba desviando em Diego Souza, sobrando para Victor Ferraz que, sozinho, tem apenas o trabalho de deslocar o goleiro para fazer o primeiro gol do Grêmio na partida, 1 a 0!

Após o gol, o jogo ficou morno. Os próximos dez minutos foram de tentativas de ambos os lados, mas nenhuma das equipes conseguiu levar perigo ao gol adversário. Aos 24, porém, o Imortal chegou com perigo. Diego Souza deu ótima assistência para Everton, que invadiu a área e arriscou, mas a bola saiu mascada do seu pé e foi para fora.

Um minuto depois da chance perdida por Cebolinha, foi a vez de Maicon perder a chance de ampliar. Antes, Alisson arriscou dentro da área, mas a bola explodiu em Segovia. O atacante consegue pegar a sobra e cruzar. O volante arrisca, mas acaba chutando por cima do gol de Chaux.

Aos 29, o América conseguiu chegar ao ataque pela primeira vez desde o gol. Em escanteio cobrado por Pisano, Rangel cabeceia forte, mas a bola vai por cima da meta de Vanderlei. A próxima chance também é dos colombianos, mas acontece apenas aos 40 minutos, quando Sierra cabeceia em nova cobrança de escanteio, que novamente vai por cima do gol.

O América de Cali veio com tudo na etapa final. Aos 42 minutos, Pisano driblou Matheus Henrique e Caio Henrique, chutou colocado e acertou a trave gremista. Um minuto depois, em bola alçada por Cabrera na área, Sierra consegue subir mais do que a defesa e cabeceia, exigindo grande defesa de Vanderlei.

O primeiro tempo terminou parelho, mas com vantagem do Grêmio, que vencia por 1 a 0.

O segundo tempo começou com tudo para o tricolor. Logo aos 4 minutos da etapa complementar, Cebolinha fez grande jogada pela a ponta esquerda e invadiu a área. O atacante tocou para trás, e Matheus Henrique recebeu. O volante dominou e chutou em direção ao gol, sem chances para o goleiro Chaux. O Grêmio amplia no Pascual Guerrero, 2 a 0!

Depois do segundo gol, a equipe do América de Cali ficou desarmada. Tentava menos chegar ao ataque, o que fez o time de Renato Portaluppi administrar a partida. A segunda grande chance do segundo tempo foi gremista. Aos 24, Diego Souza serviu Everton, que invadiu a área, mas foi desarmado por Segovia na hora do chute.

Depois disso, mais administração da partida. Os donos da casa pouco criavam, e o tricolor ficou com a vitória embaixo do braço. Aos 46, o time teve a chance de aumentar o saldo de gols. Alisson partiu no contra-ataque, passou por três defensores, mas chutou em cima do goleiro.

Fim de jogo, o Imortal mostra seu espírito copeiro e vence, fora de casa, na estreia da Libertadores. Agora, a equipe se prepara para o segundo compromisso na competição: enfrentar o maior rival Inter, no próximo dia 12. Antes, o time viaja para Pelotas, onde enfrentará a equipe local, pela segunda rodada do returno do Gauchão.

Confira também: