Matheus Henrique celebra gol e brinca com Renato sobre camisa 7

Jogador foi o melhor em campo na vitória por 2 a 0 diante do América de Cali

A vitória do Grêmio sobre o América de Cali, na noite desta terça-feira (3), teve participação fundamental de Matheus Henrique. O jogador comandou as ações do meio-campo da equipe durante o tempo em que esteve no campo, sendo o autor de um dos gols do tricolor na partida.

Se recuperando de um desconforto sentido no treino da quinta-feira passada, o jogador atuou apenas por 75 minutos, quando foi substituído. Durante a entrevista coletiva, isso virou motivo de brincadeira para o treinador Renato Portaluppi, que lembrou que o voltante está utilizando o número, o mesmo usado pelo técnico na conquista da América, em 1983.

— O garoto ficou tão emocionado que fez o gol e cansou. A camisa ficou pesada. Garoto bom, tem futuro grande no Grêmio, tem evoluído bastante. Sem dúvida alguma, é nível de Seleção. Brinco com eles (jogadores) que a 7 é pesada, mas é tom de brincadeira. Nas férias, (Matheus) ligou pedindo. Dei porque sabia que faria bom uso. No futuro, sem dúvida vai estar jogando na Europa – comentou Renato.

O jogador respondeu a Renato, lembrando que a camisa já foi utilizada por grandes jogadores durante a história gremista, como o próprio treinador, como também Luan. Além disso, o volante valorizou a vitória da equipe, afirmando que isso é mais importante que o gol marcado.

— Com a minha camisa 7, ouvi muitas coisas, o Renato brincou. Ele fala para a gente que camiseta não quer dizer nada. Brinca que ele já usou, Luan fez história. Quando fiz o gol, foi a primeira coisa que pensei ali: “eu não, a camisa 7”. Mas, independente, disso foi importante a vitória, mais do que o gol. Enaltecer o grupo, fora de casa. Fiz jus à camisa — declarou Matheus Henrique.

Matheus Henrique e Renato falam sobre a importância da vitória

renato-e-matheus-henrique-comentam-a-vitória-do-grêmio
Matheus Henrique foi autor de um dos gols do Grêmio na partida – FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Além da importância dos três pontos para a sequência da competição, a vitória diante do América de Cali foi essencial para a autoestima da equipe gremista. Antes da estreia, haviam incertezas sobre o desempenho da equipe, que estava abaixo do esperado no Campeonato Gaúcho. Matheus Henrique afirmou que o resultado dá tranquilidade para o tricolor no decorrer da Libertadores.

– A gente sabia da importância da partida, que era difícil, a qualidade da equipe deles. Estavam retornando a essa competição internacional. Jogando fora de casa, sabia da pressão da torcida, mas a gente veio preparado e conseguimos o objetivo principal, que era pontuar. Conseguimos os três pontos que dão uma tranquilidade na sequência da competição – ressaltou Matheus Henrique.

Renato também falou sobre a vitória. O treinador optou por uma escalação mais conservadora, utilizando três volantes ao invés de um meia ofensivo. Essa opção deu certo, e a equipe conseguiu achar os espaços deixados pela defesa dos Diablos Rojos, controlando a partida e matando o jogo no momento certo.

— Fizemos um gol que deu tranquilidade, para usar o que temos de melhor: o toque de bola. Infelizmente o campo não ajudou, minha equipe recuou e o América cresceu. Poderíamos ter matado o jogo, estava bem controlado. Libertadores é bem difícil, principalmente fora de casa. O América valorizou nossa vitória, o estádio aplaudiu — afirmou Renato.

Agora, o tricolor se prepara para o grande desafio da primeira fase da Libertadores: enfrentar o Internacional, seu maior rival, na próxima quinta-feira. O confronto será primordial para definir os rumos das equipes na competição. Se vencer, o Grêmio será o líder isolado da chave, o que garantiria um conforto para as próximas partidas.

Antes disso, a equipe terá outro desafio. Pelo Campeonato Gaúcho, o tricolor enfrenta o Pelotas, no Estádio Boca do Lobo, no domingo, às 16h. É provável que Renato entre em campo com uma equipe alternativa, já que a equipe está na liderança do Grupo B da competição.

Confira também: