Notícias

Ferreira pede rescisão do contrato com o Grêmio na justiça

Meia está afastado de equipe desde o dia 28 de fevereiro

O meia-atacante Ferreira, revelação da base tricolor, decidiu entrar na justiça pedindo a rescisão do seu contrato com o clube. O pedido foi protocolado nesta semana, com a justificativa de que o clube teria exercido pressão ao jogador para uma possível ampliação de vínculo com o atleta, sob a premissa de que seu nome não entraria na lista de inscritos da Libertadores caso a negociação não fosse concretizada.

Ferreira, além de pedir a rescisão com o Grêmio de forma liminar, ainda pede uma indenização no valor de R$ 70 mil. Além de não ter sido inscrito na competição continental, o jogador foi afastado do elenco no dia 28, treinando desde então em separado dos demais atletas no Centro de Treinamento Luiz Carvalho.

Segundo apurou o site globoesporte.com o processo, protocolado na Justiça do Trabalho, possui cerca de 30 páginas, onde Ferreira alega “coação” do Grêmio para a assinatura da renovação do contrato do jogador, que já possui vínculo com o clube até junho de 2021. Na ação, estão anexadas mensagens de diálogos por WhatsApp entre o diretor executivo do tricolor, Klauss Câmara e o empresário do atleta, Pablo Bueno.

Confira também:

Fechar