Campeonato Gaúcho

Coronavírus: jogadores do tricolor protestam e pedem a interrupção do Gauchão

Renato Gaúcho também deseja que os próximos jogos sejam adiados

O jogo entre Grêmio e São Luiz, válida pela segunda rodada do returno do Campeonato Gaúcho, foi marcada por um ambiente diferente do comum em uma partida de futebol. Com portões fechados pelo risco de contaminação com o coronavírus, o tricolor venceu o alvirrubro por 3 a 2, mas o que marcou o confronto foram os protestos por parte dos jogadores.

Tudo isso devido ao fato da Federação Gaúcha de Futebol ter mantido as partidas da competição estadual mesmo com o surto de coronavírus no Brasil. A Organização Mundial da Saúde declarou a Covid-19 uma pandemia, o que alterou o dia a dia de populações do mundo inteiro. Uma das principais recomendações é evitar aglomerações pela fácil transmissão da doença.

Após o fim do confronto, os jogadores e o treinador Renato Portaluppi foram entrevistados. Na saída do gramado, Thiago Neves falou sobre a vitória e seu primeiro gol com a camisa do Grêmio. No entanto, fez um apelo para que os próximos jogos do Gauchão fossem cancelados. Segundo ele, os atletas não estão imunes ao coronavírus.

– Aquele gol (do Paulo Miranda) deu um gás a mais no segundo tempo. Não era para sofrer tanto. Buscamos o empate. Por tudo que criamos, merecíamos a vitória. Agora é ver o que vai dar, se vai paralisar ou não. Espero que sim. Nós jogadores não somos imunes ao vírus. Vamos ver o que a federação vai fazer – declarou o camisa 10.

Renato pede interrupção de competições devido o coronavírus

renato-pede-interrupção-do-gauchão-por-conta-do-coronavírus
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Mais tarde, foi a vez de Renato falar sobre as decisões da Federação Gaúcha. O treinador fez duras críticas aos dirigentes, corroborando a declaração de Thiago Neves que os atletas não estão imunes ao coronavírus. Além disso, indagou os mandatários do futebol brasileiro, perguntando se seria necessária uma greve de profissionais do futebol para que as competições fossem interrompidas.

– Está na hora do Grêmio se pronunciar, nossa forma foi com as máscaras para alertar as autoridades. Jogador de futebol é gente. Não estamos imunes. Não adianta nada fechar portões. A torcida fica protegida e dane-se quem trabalha no futebol? O mundo todo parado. Será o que o futebol brasileiro não tem que parar? As pessoas no futebol tem que conversar e fazer greve? Precisa chegar nesse ponto? – afirmou Renato.

Por enquanto, não existem jogos cancelados pela Federação Gaúcha de Futebol. Dessa forma, o cronograma de partidas segue o mesmo, mas as recomendações é de que hajam portões fechados nos confrontos. No sábado, o tricolor teoricamente encara o Internacional pela quarta rodada do returno.

Confira também:

Fechar