Notícias

Sem fazer gols há 540 minutos, Everton iguala maior jejum sem marcar pelo Grêmio

Último gol do atacante foi no primeiro turno do Campeonato Gaúcho

Everton é o jogador mais importante do Grêmio. Com grandes atuações, o atacante ganhou notoriedade no futebol nacional e vem sendo chamado constantemente para defender a Seleção Brasileira. Em 2019, Cebolinha foi uma das peças de maior destaque no elenco campeão da Copa América no Brasil, fazendo um dos gols da final.

No tricolor, não é diferente. Na temporada passada, Everton foi o artilheiro da temporada e ultrapassou seu próprio recorde atingido em 2018, onde o atacante terminou a temporada com 18 gols. A situação de 2020, no entanto, não reflete as grandes atuações que o jogador teve nas últimas temporadas.

3 de fevereiro. Essa é a data da última partida em Everton marcou. Foi na vitória contra o Esportivo por 5 a 0, pela quarta rodada do primeiro turno do Campeonato Gaúcho, onde o atacante abriu o placar. Desde então, a equipe do Grêmio participou de seis partidas, e Cebolinha não balançou as redes em nenhuma das oportunidades.

Dessa forma, já são 540 minutos sem marcar. Esse hiato já é o maior da passagem do jogador pelo tricolor, igualando a marca de 2019, onde Cebolinha também ficou seis partidas sem marcar, entre os dias 26 de setembro e 23 de outubro. Mesmo assim, o atacante é o vice-artilheiro da equipe, com três gols na temporada. Além disso, ele distribuiu três assistências para gol, se colocando entre os melhores da estatística.

Renato defende Everton mesmo com jejum de gols

Após a vitória diante do São Luiz no último domingo (15), o treinador Renato Portaluppi concedeu entrevista coletiva. Um dos assuntos colocados foi justamente o jejum de Cebolinha. Renato foi claro ao salientar a confiança que tem pelo atleta, ressaltando que mesmo sem fazer gols, Everton tem participação nas principais ações da equipe.

— Ele (Everton) não está 100%, mas tem nos ajudado bastante, até porque correu muito no jogo de quinta-feira (Gre-Nal). Digamos que não esteja na melhor fase, mas é um jogador muito importante para a gente. No primeiro tempo, foi ele quem fez a jogada para o Paulo (Miranda). No segundo, tivemos algumas oportunidades com ele. Mesmo não estando 100%, é o Everton — destacou o treinador.

O duelo contra o São Luiz foi a última chance que Everton terá de marcar um gol em, pelo menos, 15 dias. A Federação Gaúcha de Futebol interrompeu o Campeonato Gaúcho e a Conmebol fez o mesmo com Libertadores, por conta do coronavírus. Dessa forma, o atacante aumentará o seu recorde de dias sem marcar.

Confira também:

Fechar