NotíciasLibertadores

Grêmio apresenta defesa por expulsões no Gre-Nal das Américas

Unidade Disciplinar da Conmebol analisará e divulgar julgamento nos próximos dias

Na tarde dessa segunda-feira (30), os departamentos jurídicos de Grêmio e Internacional apresentaram suas defesas para a Unidade Disciplinar da Conmebol, sobre as expulsões e a briga generalizada no Gre-Nal das Américas, ocorrido no último dia 12.

Devido à pandemia de coronavírus, a audiência foi realizada por videoconferência. A Unidade Disciplinar da entidade ouviu ambas as partes para analisar as defesas, debater sobre o tema e julgá-los. De acordo com o artigo 16 do Código da competição, as expulsões ocorridas no clássico podem gerar punições severas aos clubes por discussões, brigas ou condutas antidesportivas.

Grêmio e Internacional tiveram suas defesas feitas em momentos separados. Quem falou primeiro foi o colorado, que contou com depoimentos dos jogadores expulsos e ainda teve Sarrafiore como uma das testemunhas. Logo depois, os jogadores e o departamento jurídico do tricolor teve a palavra. A audiência foi encerrada por volta das 19h30 sem um resultado final, de acordo com o globoesporte.com.

Confira quais punições podem ser aplicadas aos jogadores de Grêmio e Inter:

O artigo 16 do Código Disciplinar da Conmebol prevê:

a) Suspensão de ao menos uma partida na competição ou por um período de tempo específico pelo cometimento das seguintes infrações: (IV) Insultar, ofender ou ameaçar jogadores ou outras pessoas presentes na partida, sempre que não constituam faltas mais graves.

b) Suspensão de, no mínimo, duas partidas na competição ou por um período de tempo específico por conduta violenta ou por agredir jogadores, ou qualquer outra pessoa presente na partida, exceto seus oficiais.

c) Suspensão de, no mínimo, cinco partidas na competição ou por um período de tempo específico por agressão ou menosprezo que seja considerado grave pelos órgãos judiciais.

Relembre como foi a confusão generalizada do Gre-Nal das Américas

Grêmio e Internacional faziam um confronto equilibrado, com as equipes empatadas durante a maior parte da partida. Aos 40 minutos da segunda etapa, quando tudo parecia acabar em um zero a zero comum, o lateral Moisés e o atacante Pepê se estranharam na lateral do campo e começaram uma discussão.

Naquele instante, jogadores do banco de reservas tentaram conter a situação, mas o clima esquentou e alguns atletas se estranharam e trocaram xingamentos. Luciano e Edenilson começaram a se exaltar e trocaram agressões, e a confusão se tornou generalizada. Outros atletas, como Paulo Miranda, Caio Henrique, Victor Cuesta e Praxedes também se envolveram.

No fim, o árbitro argentino Fernando Rapallini decidiu expulsar todos os oito jogadores citados acima, quatro de cada lado. A confusão durou mais de dez minutos, o que fez a partida acabar após os 60 minutos da etapa complementar. Com o empate, Grêmio e Internacional continuam dividindo a liderança do grupo, ambos com três pontos.

Confira também:

Fechar