Notícias

Grêmio faz acordo para quitar direitos de imagem de 2020 apenas em 2021

Acordo aliviará caixa do clube, afetado pela pandemia de coronavírus

Nesta semana, o Grêmio conseguiu uma vitória para aliviar o seu fluxo de caixa. De acordo com o portal UOL, o clube conseguiu acordar com os jogadores do elenco sobre o pagamento dos direitos de imagem referentes à quatro meses da temporada de 2020.

Segundo o jornalista Jeremias Wernek, o Grêmio quitará o pagamento dos meses de abril, maio, junho e julho apenas no ano de 2021. Com a paralisação das competições por conta da pandemia de coronavírus, o clube teria dificuldade em honrar seus compromissos durante os meses afetados.

O pagamento para o restante do ano, no entanto, será feito de forma regular, sendo quitados dentro do prazo. Esse é um dos acordos da diretoria tricolor com os seus jogadores por conta da paralisação. Além dele, o elenco, membros da comissão técnica e do departamento de futebol do profissional e do grupo de transição receberam férias coletivas a partir de hoje (1º).

Grêmio prevê prejuízo de R$ 25 milhões com paralisação por conta do coronavírus

Com o acordo, a diretoria do Grêmio estima um alívio no fluxo de caixa, que tem a expectativa de acumular R$ 25 milhões a menos em relação à projeção do início da temporada. A expectativa do clube é que o elenco só retome as atividades entre junho e julho, por isso acordou o período de direitos imagem a serem pagos no ano que vem.

O UOL tentou descobrir qual será a quantia a ser paga em 2021, mas os valores não foram informados. Os direitos de imagem podem corresponder a no máximo 40% do salário do jogador, por lei. A diretoria do Grêmio está negociando diretamente com os jogadores acordos para aliviar os prejuízos causados pela paralisação em decorrência do coronavírus.

Confira também:

Fechar