Notícias

Vice de futebol do Grêmio fala sobre maneiras de solucionar a crise causada pelo coronavírus

Paulo Luz fala sobre situação financeira do tricolor

O Vice-presidente de futebol do Grêmio, Paulo Luz, foi entrevistado pela RBS TV nessa semana. Para a emissora, o dirigente falou sobre a situação financeira do clube, que passa pela crise causada pela pandemia do novo coronavírus. O tricolor fez, nas últimas semanas, planos de contingenciamento para os problemas causados pela paralisação das competições.

Entre os planos emergenciais, o clube acordou com os jogadores, membros da comissão técnica e do departamento de futebol do clube, antecipação das férias e readequações nas folhas de pagamento, como o adiamento do pagamento dos direitos de imagem de quatro meses de 2020 para o ano que vem.

À RBS TV, Paulo Luz afirmou que uma das estratégias do clube para a contenção da crise será a austeridade. No entanto, o dirigente lembrou que o momento é de “união de todos”, e será necessária a mobilização de clubes e entidades do esporte para que o futebol sobreviva à turbulência causada pelo Covid-19.

“As perdas serão inevitáveis” afirmou Vice de futebol do Grêmio

De acordo com o dirigente, as perdas financeiras causadas pela paralisação serão inevitáveis. Luz afirmou que um clube com a grandeza do Grêmio terá de se readequar financeiramente. A diretoria do tricolor está agindo com rapidez, e os acordos feitos com atletas serão essenciais para essa recuperação.

– As perdas serão inevitáveis. Um clube com a grandeza do Grêmio tem que se readequar financeiramente com agilidade e é isso que nós estamos fazendo. Nesse primeiro momento, criando viabilidade de mantermos um fluxo de caixa saudável. Essa negociação com atletas foi em altíssimo nível. Me permito não publicizar (os valores). O Grêmio está se resguardando, dizendo que foi um bom acordo para as partes e nos ajuda muito a viabilizar esse ano, que terá que ser de muita austeridade – afirmou o Vice de futebol.

A análise orçamentária, devido à pandemia, sofreu grandes alterações. Dessa forma, será necessário fazer uma reanálise do orçamento para todas as áreas para o ano de 2020. De acordo com o globoesporte.com, o clube já prepara esse documento. A projeção de perdas é de R$ 25 milhões em três meses.

– Tudo isso terá que ser alinhado em um calendário que precisará muito da união de todos, de uma capacidade de aglutinação. Uma forma de buscar soluções negociadas que não vão atender de forma consensual os interesses de todos, mas sim o que é a melhor forma de conduzir esse processo e minimizar os prejuízos – analisou Luz.

Além dos novos números a serem analisados, o Grêmio trabalha junto aos demais clubes brasileiros para que as competições sofram o menor abalo possível. Paulo Luz também fez um apelo para os sócios que tenham condições de manter os pagamentos em dia com o tricolor. O clube possui mais de 89 mil membros em seu quadro social.

— Nós estamos pedindo para todos os sócios que puderem, porque também entendemos a dificuldade e os compromissos de todos de ordem familiar, talvez priorizando a saúde e a vida. Mas é uma receita ordinária e significativa para o clube. Será fundamental para manter o nosso fluxo de caixa oxigenado e honrar os compromissos que estamos assumindo — declarou.

Com as atividades paralisadas por tempo indeterminado, o Grêmio segue na tentativa de reverter sua realidade financeira de crise. No meio de abril, a Federação Gaúcha de Futebol terá uma nova reunião para decidir sobre a interrupção do seu campeonato. Já a CBF ainda não se posicionou sobre as datas referentes à Copa do Brasil e ao Brasileirão.

Confira também:

Fechar