LibertadoresNotícias

Conmebol pensa em prorrogar paralisação da Libertadores para além de 5 de maio

Entidade não retornará torneio enquanto situação não for normalizada nos países da América do Sul

A Conmebol, entidade que organiza e administra as competições do continente sul-americano, está avaliando prorrogar a suspensão de suas competições. Isso se dá devido ao agravamento da pandemia de coronavírus, que está afetando a vida e a saúde das populações dos países da América do Sul.

No último dia 17, o Presidente da entidade, Alejandro Dominguez, anunciou a paralisação da Copa Libertadores, que retornaria às atividades no dia 5 de maio. No entanto, com o aumento no número de casos em todos os países do continente – Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Paraguai, Peru, Bolívia, Colômbia, Equador e Venezuela – é difícil que as equipes tenha tempo suficiente para se preparar.

Conmebol só retornará com competições quando situação estiver controlada

Entre algumas das medidas tomadas pelos governos da América do Sul está o fechamento de fronteiras. Caso elas não sejam abertas, não será possível a realização do torneio, tampouco se algum país ainda estiver sem a pandemia controlada. Dessa maneira, é provável que a competição ainda demore para retornar.

Até o momento, apenas duas partidas da fase de grupos da competição foram disputadas. Todos os países do continente estão sob forte medidas de isolamento social e restrição de aglomerações. No Brasil, o número de casos diagnosticados do coronavírus é de mais de 6,9 mil, com 244 mortes.

Confira também:

Fechar