NotíciasLibertadores

Bressan fala sobre carinho pelo Grêmio e redenção em 2017

Zagueiro foi titular na conquista da América contra o Lanús, na Argentina

O zagueiro Bressan, de 27 anos, atualmente no FC Dallas, fez a maior parte da sua carreira pelo Grêmio. Revelado pelo Juventude, o jogador chegou ao tricolor em 2013. Em vídeo divulgado pela sua assessoria, o jogador falou sobre a trajetória no clube, que encerrou no fim de 2019.

– Se me contassem quando saí de Caxias do Sul para ir para o Grêmio para fazer a história que tive, ser campeão da Libertadores, depois no outro ano acontecer o que aconteceu, teria assinado embaixo de novo. Talvez daqui 20 anos a história vai contar um pouco diferente, vai lembrar mais do triunfo do que quando a gente perdeu. Sou grato por ter tido a chance de ser um dos seis ou sete zagueiros que estavam nas maiores conquistas do clube – relembrou.

Foram mais de 158 partidas com a camisa tricolor, mas o zagueiro fez a maior parte da carreira como reserva. Durante seu tempo no clube, o jogador foi emprestado em duas oportunidades, para Peñarol e Flamengo. Mas foi quando retornou, em 2017, que Bressan teve a maior oportunidade de sua vida.

“É como um filme passar” diz Bressan sobre final da Libertadores

No dia 29 de novembro de 2017, Bressan teve o momento mais inesquecível de sua carreira. Jogando em La Fortaleza, na Argentina, o zagueiro foi titular na vitória do Grêmio diante do Lanús, que consagrou o clube como campeão da Copa Libertadores da América após 22 anos. Para ele, estar naquela partida é o momento mais importante da sua trajetória.

– No dia 29 contra o Lanús é como um filme passar. Fiz um grande ano no vice brasileiro, depois fui contestado, vaiado, à vezes aplaudido. Se antes de 2017 alguém me falasse que eu jogaria uma final de Libertadores pelo Grêmio, eu jamais iria achar que era verdade. Até porque Geromel e Kannemann são os titulares do Grêmio – afirmou.

Na ocasião, o zagueiro substituiu o argentino Kannemann e não fez feio. Ao lado de Geromel, conseguiu segurar o ímpeto dos hermanos e saiu com a taça. No vídeo, Bressan relembra uma conversa que teve com o camisa 4 nos vestiários.

– O Geromel e o Kannemann me ajudaram muito. Lembro até hoje no vestiário a gente aquecendo antes de entrar, ele (Kannemann) falou comigo, me puxou para o canto e disse: “Tu nasceu para estar aqui, para esse momento, vai lá e faz o que tu sabe fazer”. Aquilo me deu combustível da confiança que eu já tinha. Pô, a gente vai lá e é campeão, foi um momento único na minha vida – recordou.

Atualmente no FC Dallas, o zagueiro também cumpre o isolamento social, recomendado pela Organização Mundial da Saúde. Os Estados Unidos é o país com mais casos de Covid-19 no planeta.

Confira também:

Fechar