Notícias

Sem a taça até hoje, Grêmio comemora 30 anos do título da Supercopa do Brasil

Direção do tricolor fez pedido do troféu à CBF, mas não obteve resposta

Em 1990, a Confederação Brasileira de Futebol promoveu a primeira edição da Supercopa do Brasil, competição que colocava frente à frente o campeão do Campeonato Brasileiro e o vencedor da recém-formada Copa do Brasil.

O campeão do Brasileirão de 89, o Vasco da Gama, teve pela frente o Grêmio, que conquistou a nova competição do País. Foram dois confrontos, um de ida e outro de volta, com um fato curioso em uma das partidas. Um dos jogos também foi válido pela Copa Libertadores daquele ano.

No primeiro jogo, no estádio Olímpico Monumental, o tricolor saiu vencedor após bater o cruzmaltino por 2 a 0. Nilson e Darci marcaram para o Grêmio. No primeiro confronto, as equipes saíram empatadas em 0 a 0 no estádio São Januário, e o tricolor se tornou o primeiro campeão da Supercopa.

Neste sábado, completam-se 30 anos desde a conquista, mas outra curiosidade envolve o título. O Grêmio nunca recebeu o troféu de campeão do torneio, mesmo com um requerimento enviado à CBF na tentativa de obter alguma resposta oficial da entidade, que não respondeu o clube.

Após a edição de 1990, a Supercopa foi disputada novamente no ano seguinte, quando o Corinthians bateu o Flamengo por 1 a 0 e se sagrou campeão. Em 2020, Flamengo e Athletico Paranaense se enfrentaram no retorno da competição, vencida pelo rubro-negro carioca. O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, aproveitou a volta do torneio para reivindicar de forma oficial o troféu à CBF.

Confira também:

Fechar