Notícias

Ex-lateral do Grêmio, Wendell relata rotina na Alemanha durante a pandemia

Jogador segue treinando normalmente com o Bayer Leverkusen

Com passagens pelo Grêmio e pela seleção brasileira, o lateral-esquerdo Wendell é titular do atual elenco do Bayer Leverkusen, da Alemanha. Assim como em outros países da Europa, a população local sofre com a pandemia de coronavírus. No entanto, o país é um dos que possui a menor taxa de mortalidade da doença.

O baixo número de mortes e sucesso nas medidas de isolamento social possibilitaram que algumas atividades pudessem regressar antes do fim do confinamento. Os treinamentos das equipes de futebol, por exemplo, retornou, mas os trabalhos são feitos de maneira diferente do habitual.

Wendell relata nova rotina de treinos: “Diminui muito a resenha”

Em grupos reduzidos, os jogadores mantém a forma física enquanto as competições retornam, com restrições à conversas em grupo e ao número de atletas nas atividades. O vestiário também não é mais o lugar para onde o plantel se dirige após os treinamentos. Ao globoesporte.com, o lateral contou sobre essa nova rotina:

— Diminui muito a resenha. Mas acho que todo mundo tem condição de se adaptar. No começo vai ser difícil, como está sendo aqui. Todo mundo gosta de trabalhar junto, com bola, conversando. Você vê um amigo hoje e vai ver a três, quatro dias. Vai demorar um pouco, mas os caras vão se acostumar — colocou.

Durante os treinamentos, dois espaços são utilizados como vestiário, um da equipe sub-19, e outro do time principal. Quando as atividades terminam, os jogadores se dirigem em pequenos grupos para um hotel que fica no anexo do centro de treinamentos do clube, para que os jogadores possam se higienizar. Normalmente, os atletas acabam indo para casa após a atividade.

— Normalmente o atleta treina e quer tomar banho depois. Ou faz uma massagem, está com creme e quer tomar o banho. Mas é uma forma também de não estar junto. Quando vamos tomar banho, está quase todo mundo na mesma hora no banheiro e não pode. É uma ordem e estamos cumprindo à risca aqui — ressaltou Wendell.

As atividades são feitas com grupos de cinco ou seis atletas e sem bola, para evitar contato físico. A Federação Alemã se reunirá nos próximos dias para decidir quando será o retorno do futebol no país. As primeiras informações falam no retorno entre a primeira e a segunda semana de maio. Isso, no entanto, dependerá de novas reuniões entre os representantes dos clubes da Bundesliga.

Confira também:

Fechar