Notícias

Wendell ainda quer conquistar títulos pelo Grêmio

Jogador foi entrevistado pelo programa Expediente Futebol, do canal FOX Sports

O lateral-esquerdo Wendell demonstrou mais uma vez o seu carinho pelo Grêmio. Preparando-se para retornar às competições na Alemanha após a paralisação causada pela pandemia de coronavírus, o jogador concedeu entrevista para o programa Expediente Futebol, do canal FOX Sports, e falou sobre suas intenções quando voltar ao Brasil e o futuro do Campeonato Alemão.

Assim como nas últimas entrevista, Wendell declarou que a sua primeira opção ao retornar ao País será o Grêmio. O jogador teve uma curta passagem por Porto Alegre, mas conseguiu ficar marcado pela torcida devido às suas boas atuações com a camisa do tricolor. Desde 2014, o lateral defende as cores do Bayer Leverkusen, sendo o brasileiro que mais atuou pela equipe alemã.

– Minha prioridade, se eu voltar ao Brasil, será o Grêmio. Um time que me acolheu, onde a torcida me abraçou. Estou sempre torcendo pelo Grêmio e até já brinquei com o Douglas Costa que a gente pode voltar junto para lá. […] Espero um dia voltar ao Grêmio e dar à torcida o título que eu não pude dar na minha primeira passagem – declarou.

Na Alemanha, os treinamentos retornaram mais cedo que nos outros países europeus. O país conseguiu controlar o avanço da pandemia e não precisou cancelar todas as atividades. Os trabalhos são feitos com pequenos grupos, sem treinos com bola, por enquanto, mas os jogadores já se preparam para o retorno das competições, que pode acontecer ainda em maio, de acordo com Wendell.

– Dia 9 é certeza que o campeonato não volta. Mas esperamos que a situação se resolva. Talvez volte dia 16, mas temos certeza que será sem público até o fim do ano, pelo menos. […] Queremos voltar a jogar logo. Estamos cansados de só treinar. O objetivo do nosso treino é estar preparado para o jogo – completou Wendell.

A Alemanha deve ser um dos únicos países a concluir seu campeonato nacional. Na Europa, alguns ainda estudam a continuação dos mesmos, enquanto outros já decretaram o fim das competições, como é o caso da França, que declarou o Paris Saint-Germain campeão nacional. O Brasil ainda vive uma indefinição sobre o retorno dos torneios.

Confira também:

Fechar