NotíciasPré-Temporada

Parte do elenco do Grêmio se reapresenta, mas Renato fica no Rio de Janeiro

Atletas foram submetidos ao protocolo elaborado pelo departamento médico do clube

Na tarde desta terça-feira, os jogadores do elenco principal do Grêmio se reapresentaram no Centro de Treinamento Luiz Carvalho. Hoje, foram apenas quinze atletas que estiveram no clube, divididos em três grupos que foram submetidos à avaliações, testes e o preenchimento do questionário epidemiológico elaborado pela CBF, de acordo com o site oficial do tricolor.

Os jogadores chegaram de carro ao CT e já estavam obrigatoriamente fardados e de máscara de proteção. Na entrada, foram recebidos por um profissional que verificou as temperaturas de cada atleta para que fossem liberados a entrar. Depois, já dentro das dependências do clube, passaram por procedimentos de detecção da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

— Seguindo nossos protocolos de segurança, primeiro fizemos a verificação da temperatura ainda em seus automóveis. Depois, eles foram dirigidos a uma sala de triagem médica, para uma avaliação médica muito criteriosa e responderam a um questionário. Também fizeram a oximetria e uma nova avaliação de temperatura termográfica. Fizemos a testagem com um aparelho para o diagnóstico por fluorescência, que vai fazer uma avaliação de IGM e IGG, ou seja, quantitativo e qualitativo. Após os testes, os atletas foram liberados para as suas residências — explicou Márcio Dornelles, médico do Grêmio.

O zagueiro Marcelo Oliveira, que está recuperando de lesão, se mostrou feliz com o retorno. “Ficamos felizes de poder voltar aos poucos, mesmo com todos os cuidados, mas não era o cenário que gostaríamos de encontrar” afirmou o jogador. Ele fez parte do primeiro grupo que se reapresentou. Nesta quarta-feira, mais vinte atletas estarão presentes no CT Luiz Carvalho, também divididos em grupos de cinco.

Considerado grupo de risco, Renato não retornará junto com elenco do Grêmio

renato-é-liberado-de-reapresentação-do-grêmio
Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

A grande ausência no retorno do Grêmio aos treinamentos será de Renato Portaluppi. O treinador, que fez uma cirurgia no coração em janeiro deste ano, foi considerado como grupo de risco pelo departamento médico do clube, e por isso ficará em sua casa no Rio de Janeiro. O tricolor, por meio do seu site oficial, emitiu uma nota explicando os motivos da ausência do técnico, confira:

“O Grêmio informa que o técnico Renato Portaluppi seguirá no Rio de Janeiro, em sua residência, por ser considerado grupo de risco. O treinador passou ultimamente por duas cirurgias cardíacas e foi recomendado que, neste momento, ele permaneça em isolamento.

Estava prevista a chegada do técnico gremista para esta quarta-feira, mas, para minimizar qualquer risco, os médicos entendem que ele deva permanecer resguardado até segunda ordem. Vale ressaltar que, neste momento, não há voos diretos do Rio de Janeiro para Porto Alegre.  

Os trabalhos físicos individualizados serão comandados pelos preparadores físicos do futebol profissional.”

Nos últimos dias, Renato tem servido como consultor do Presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre o retorno do futebol nacional. Ainda não há prazo para a volta das competições, mas o chefe do executivo troca constantes telefonemas com o treinador para saber sua opinião sobre o retorno do esporte. O País registrou o recorde de 600 mortes por Covid-19 nas últimas 24h.

Botão Voltar ao topo