Campeonato Brasileiro

Grêmio 5 x 0 Internacional: Relembre a goleada do Gre-Nal 407, válido pelo Campeonato Brasileiro de 2015

Com grande atuação de Luan, Tricolor aplicou maior placar no rival desde 1912

O dia 9 de agosto de 2015 ficou marcado na história de Grêmio e Internacional. O Gre-Nal 407, válido pela décima sétima rodada do Campeonato Brasileiro daquele ano foi um passeio do Tricolor para cima dos colorados. Com grande atuação de Luan e companhia, a equipe colocou os rivais na roda e aplicaram o placar mais elástico em clássicos desde 1912.

Aquela partida era fundamental para o Tricolor. A equipe, comandada por Roger Machado, buscava o retorno ao G-4 da competição e não sair da cola dos líderes, mesmo que alcançar o Corinthians, primeiro colocado e futuro campeão do Brasileirão, era uma missão quase impossível já que o clube paulista estava invicto à altura e com uma larga vantagem.

Já para o Inter, a vitória no Gre-Nal 407 significava uma mudança de perspectiva. O time estava na segunda metade da tabela e havia demitido o treinador da equipe, Diego Aguirre. Dessa forma, Odair Hellmann foi o comandante do colorado na partida. Se tratando de um dos clássicos mais equilibrados do País, tudo poderia acontecer. Relembre o que rolou na noite daquele domingo, Dia dos Pais.

Grêmio pressiona, perde pênalti, mas sai em vantagem na primeira etapa

O Gre-Nal 407 começou com pressão total do Tricolor. Com 4 minutos de bola rolando, Giuliano faz jogada individual pela direita e vai até a linha de fundo, cruzando para Luan que se antecipa e arrisca, tirando tinta da trave de Alisson. Com 8, Douglas aciona Pedro Rocha, que leva para o meio e chuta fraco, permitindo Alisson a fazer uma defesa tranquila. Com 10, Pedro Rocha novamente recebe de Douglas e chuta de dentro da área. Alisson espalma, mas a bola sobra para Giuliano que tenta driblar o goleiro e é derrubado, pênalti para o Grêmio!

Douglas vai para a cobrança. O camisa 10 se posiciona, corre e chuta, mas a bola passa longe do gol. Em um Gre-Nal não se pode perder um pênalti, ele pode ser decisivo no resultado da partida. Não foi o caso.

Após a cobrança perdida, o Grêmio continuou atacando e não se abateu, porém não obteve sucesso em suas investidas. Aos 15, a melhor chance após o pênalti, quando Maicon conseguiu encontrar Pedro Rocha sozinho na área. O atacante emendou de primeira para o gol, mas a bola foi por cima. O Inter conseguiu equilibrar a partida e começou a também investir no ataque. Com 31, Eduardo Sasha fez jogada pelo lado direito e quase encontrou Lisandro López de cara para o gol, mas Edinho conseguiu afastar de forma providencial.

Aos 34, o alívio. Escanteio para o Tricolor em que Rafael Galhardo cobra mal e permite que López consiga afastar. A bola acaba sobrando nos pés de Giuliano, que da entrada da área pega de primeira e acerta o canto direito de Alisson, batendo na trave antes de afundar no fundo das redes do rival, o Grêmio abre o placar na Arena!

grêmio-5-0-inter-giuliano
Giuliano abriu o placar para o Tricolor na Arena – Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Após o gol, o Internacional foi para cima da defesa gremista. Com 37, Wellington Martins fez jogada individual próximo da área Tricolor, mas adianta demais a bola e permite que Galhardo afaste. O lateral não consegue executar bem o movimento e o jogador colorado consegue recuperar a posse e arrisca para o gol. Marcelo Grohe corre e se joga aos pés do volante para fazer excelente defesa e jogar a bola para escanteio.

Cinco minutos após a investida do rival, o Grêmio novamente chega ao gol. Erazo rouba a bola de Lisandro López na intermediária e aciona Luan. O camisa 7 avança sozinho pelo ataque e da entrada da área chuta rasteiro no canto direito do goleiro Alisson, sem chances de defesa. O Tricolor amplia o placar antes do intervalo, 2 a 0!

Grêmio faz três na segunda etapa e completa massacre

O Grêmio foi para os vestiários com dois gols de vantagem no placar. Se isso já era bom, ficou ainda melhor logo no início da segunda etapa. Com 3 minutos, Edinho arriscou um chute de fora da área, mas a zaga desviou. A sobra ficou com Pedro Rocha, que cruzou para a área. A bola passa por Giuliano e sobra com Luan, que domina e empurra para o gol. É o terceiro do Tricolor na Arena!

grêmio-5-a-0-inter-luan-faz-dois
Luan fez dois gols no massacre do Gre-Nal 407 – Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

O Dia dos Pais dos gremistas estava perfeito. Em menos de 50 minutos, o Tricolor já havia marcado três gols contra o maior rival, estava alcançando o G-4 do Campeonato Brasileiro e ainda seguia pressionando. Aos 7, Luan tentou mais uma vez atacar, acionando Pedro Rocha nas costas da zaga colorada, mas o atacante adiantou demais e Alisson conseguiu defender. O rival tentou revidar aos 15, quando Alex recebeu dentro da área, sozinho, e chutou na trave. Wellington Martins ficou com o rebote, mas chutou para a fora.

Aos 30, os mais de 46 mil presentes naquele domingo puderam ver o placar se tornar uma goleada histórica. Maicon lançou a bola ao ataque e Fernandinho dominou livre de marcação. O camisa 77 invadiu a área, driblou Alisson e chutou para as redes. O zagueiro Réver ainda tentou evitar sem sucesso o quarto gol do Grêmio. É baile na Arena, 4 a 0!

grêmio-5-0-inter-fernandinho
Fernandinho deixou Alisson no chão antes de marcar o quarto do Tricolor – Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

O quinto gol teria requintes de crueldade para fechar o massacre. Fernandinho recebeu a bola de Giuliano pelo lado direito e invadiu a área. O atacante cruzou para o meio em busca de alguém para completar de primeira, e não é que achou? Bobô tentou arriscar, mas Réver, isso mesmo, Réver completou para dentro do próprio gol. O fim de uma noite mágica ainda teve um gol contra o rival. 5 a 0 e chocolate completo!

O jogo foi mais um reflexo da ótima campanha do Tricolor em 2015, que terminou na terceira colocação e classificado para a fase de grupos da Libertadores. Esse foi um dos primeiros sinais do retorno do Imortal ao caminho das glórias que começou em 2016.

Fechar