Notícias

No Rio, Renato fala sobre nova rotina de treinos e retorno do futebol

Treinador acompanha de longe os trabalhos, mantendo contato com seus auxiliares diariamente

O treinador Renato Portaluppi segue em isolamento social junto a sua família, na sua casa no Rio de Janeiro. A maior precaução com o ídolo gremista se dá por ele ser do grupo de risco da doença. Em janeiro, o técnico passou por uma cirurgia no coração, o que o deixou de fora dos dez primeiros dias da pré-temporada gremista.

O departamento médico do clube, então, decidiu manter Renato na sua casa mesmo com a volta das atividades. Com isso, é o seu auxiliar Alexandre Mendes quem comanda os trabalhos no CT Luiz Carvalho. Por enquanto, os treinamentos são feitos com distanciamento social exigido pelos organismos de saúde e pelo governo do Rio Grande do Sul.

Os trabalhos são apenas para manter a condição física dos atletas, que passaram pelo menos um mês fazendo exercícios apenas em casa. Ao site oficial do clube, Renato avaliou que os trabalhos feitos, por enquanto, ainda não são de pré-temporada, devido aos cuidados que devem ser tomados para prevenção de contágio entre os atletas.

— Uma pré-temporada normal é você estar junto aos jogadores, que eles podem brincar, se abraçar, fazer trabalhos com bola, coletivos, parte técnica. Enfim, algo normal de uma pré-temporada. Com esta pandemia, infelizmente, você precisa tomar todo cuidado do mundo, treinar grupos de cinco, seis jogadores, e afastados. Você não pode dar todos os treinamentos que gostaria — afirmou.

Outro tópico levantado durante a entrevista foi a volta das competições. O Grêmio não disputa uma partida oficial desde o dia 15 de março, quando venceu o São Luiz de virada por 3 a 2, pela terceira rodada do returno do Gauchão. O torneio, inclusive, deve ser o primeiro a retornar, com previsão de volta entre o fim de julho e início de agosto. Para Renato e os jogadores, a competição poderia retornar antes, mas as orientações devem ser seguidas com rigor.

— A primeira ideia é que o campeonato (Gaúcho) volte em julho. Gostaríamos que voltasse semana que vem, mas infelizmente não é possível. Precisamos seguir as regras que o departamento médico nos passa para intensificar os treinamentos. Não temos uma ideia de quando o os jogadores se juntarão para os trabalhos normais de dia a dia. Dependemos muito da orientação. Temos feito com grupos separados e aprimorando a parte física — salientou.

renato-sente-falta-das-atividades-no-grêmio
Jogadores fazem treinamentos cumprindo distanciamento social – Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

No fim da entrevista, Renato deixou um recado ao torcedor gremista. O técnico reforçou a torcida para que a crise causada pela pandemia passe logo, e que os torcedores possam reencontrar o Tricolor em campo o mais rápido possível.

— Olá, torcedor. Tenho certeza que vocês estão com muita saudade de ver o Grêmio na Arena, do mesmo jeito que estamos com saudades de vocês. Torcer para que esta pandemia acabe o mais rápido possível para nos encontramos o mais rápido possível na Arena, valeu? Saúde a todos e um abraço — completou.

Enquanto a pandemia não estiver controlada no estado, Renato não deve retornar a Porto Alegre. Por isso, os contatos com a comissão técnica são mantidos constantemente, e o treinador é informado sobre a situação de cada atleta do elenco. Os jogadores seguem treinando normalmente no clube, enquanto aguardam o retorno das competições.

Botão Voltar ao topo