Confira algumas curiosidades do Grêmio que você provavelmente não sabia

Nos seus mais de 117 anos de história, o Grêmio acumulou diversos episódios que ficaram marcados na memória do futebol. Em 15 de setembro de 1903, trinta e três fundadores assinaram a ata que fundou o clube que se tornou um dos maiores do Brasil e do mundo.

No início, as três cores do Imortal não seriam as que hoje pintam o mundo com seu futebol. A ideia original era de que o clube vestisse uniformes com a cor havana, uma espécie de marrom, além do branco e preto. A dificuldade de encontrar a cor para tingir os tecidos fez com que os dirigentes trocassem para o azul.

Quer saber outras curiosidades sobre o Grêmio? Continue neste post e confira!

Confira algumas curiosidades do Grêmio que você provavelmente não sabia

Pioneiro no Maracanã, na TV e na Copa do Brasil

curiosidades-grêmio-pioneiro
Foto: Arquivo

O Grêmio foi pioneiro em diversos capítulos do futebol nacional. O clube foi o primeiro não-carioca a jogar e vencer uma partida no Maracanã. Isso aconteceu em 1950, quando o Tricolor foi até o Rio de Janeiro enfrentar o Flamengo. Na ocasião, a equipe venceu o rubro-negro por 3 a 1.

Também foi o Imortal que jogou a primeira partida transmitida a cores na história do Brasil. Isso aconteceu porque em 1972, a cidade de Caxias do Sul colocou as primeiras imagens a cores na televisão brasileira durante a Festa da Uva. A TV Difusora foi responsável por promover o evento festivo, que teve a partida entre Grêmio e Caxias como parte das comemorações. O jogo, no entanto, terminou empatado em 0 a 0.

O Grêmio também mostrou seu poder copeiro nos anos 80 e foi o campeão inaugural da Copa do Brasil. A competição, idealizada para reunir equipes de todas as divisões do futebol nacional, teve a primeira edição em 1989. O Tricolor bateu o Iburaçu, do Espirito Santo, o Mixto, do Mato Grosso, o Bahia, o Flamengo e o Sport para se tornar o vencedor do torneio. Na final, Assis, irmão de Ronaldinho Gaúcho, e Cuca, marcaram para a equipe comandada por Claudio Duarte.

No livro dos recordes

curiosidades-do-grêmio-guinness
Foto oficial da equipe que atuou contra o Santa Cruz, na segunda partida das três que o Grêmio jogou na tarde de 11 de dezembro de 1994 – Foto: Arquivo

Você já imaginou se um clube de futebol tivesse que disputar três partidas em uma única tarde? Pois bem, isso aconteceu com o Grêmio. Toda história se deu por causa de uma das ideias mais mirabolantes da história da Federação Gaúcha de Futebol. Em 1994, a entidade resolveu criar um Campeonato Gaúcho de pontos corridos, com 23 equipes jogando entre si em turno e returno, com a intenção de diminuir o número de participantes na primeira divisão, tendo nove rebaixados ao fim da competição.

O torneio, porém, se tornou uma pedra no sapato dos clubes, não teve uma boa atração de público e ficou conhecido como o “Gauchão Interminável”, que começou em março e foi até o dia 17 de dezembro daquele ano. O Tricolor chegou às últimas rodadas sem chances de título, e já vinha de uma maratona de incríveis 90 jogos na temporada, entre Copa do Brasil, Brasileiro, Supercopa Libertadores e Copa Conmebol. O plano foi então “zerar” as partidas do clube na competição, e assim surgiu a ideia de fazer as três na mesma data.

No dia 11 de dezembro de 1994, o Grêmio colocou mais de 42 jogadores na concentração e levou 34 ao campo em três jogos, um às 14h, outro às 16h e o último às 18h. Com 247 pagantes, 758 presentes e uma renda total de R$ 690, o Tricolor entrou em campo e empatou com o Aimoré por 0 a 0, venceu o Santa Cruz com gol nos acréscimos e derrotou o Pelotas no fim da maratona. A façanha foi reconhecida pelo Guinness, o livro dos recordes, como o maior número de partidas oficiais jogadas por uma equipe no mesmo dia.

Vermelho na nossa camisa? Jamais!

curiosidades-grêmio-coca-cola
Rivalidade fez Coca-Cola mudar a cor do seu patrocínio para o Tricolor – Foto: Arquivo

Nos anos 80, o futebol estava passando por um processo profundo de mudança e profissionalização. Houve um aumento na permissividade de marcas exporem seus patrocínios em camisas dos clubes, que antes levavam apenas os distintivos das suas agremiações e o logo do fornecedor de material esportivo nos uniformes. Com isso, diversas empresas resolveram colocar suas marcas nos fardamentos das equipes.

E em 1987, a Coca-Cola, marca de bebidas mais famosa do planeta, decidiu patrocinar dez equipes participantes da Copa União, competição que substituiu o Campeonato Brasileiro naquele ano. O logotipo da empresa, no entanto, era vermelho, e por conta disso houve uma mudança histórica. Por conta dos rivais, Grêmio, Botafogo e Coritiba, usaram o patrocínio com o fundo ou o nome em preto. Com isso, a camisa Tricolor não se misturaram com as cores do rival.

O único campeão como jogador e treinador

curiosidades-grêmio-renato
Renato comemorando junto ao elenco tricampeão da América em 2017 – Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Renato Portaluppi é um ídolo da torcida gremista. Em 1980, o jogador chegou ao clube para fazer história com a camisa Tricolor. Imortalizado na entrada da Arena do Grêmio, o atacante foi um dos principais jogadores do clube na primeira conquista da Copa Libertadores da América. Em 1983, fez uma partida memorável em La Plata, no empate com o Estudiantes por 3 a 3, que levou a equipe à decisão do torneio e ao primeiro título continental do clube.

Trinta e quatro anos depois, Renato foi o treinador na terceira conquista da América. O técnico está na sua terceira passagem pelo clube desde 2016, quando chegou para ser o campeão da Copa do Brasil. Em 2017, levou o Tricolor ao tricampeonato da Libertadores, se tornando o primeiro e único jogador a conquistar a competição como jogador e comandante do mesmo clube. Renato ainda chegou à decisão com o Grêmio em 1984 e com o Fluminense em 2008.