Grupo de transição mantém preparação para a temporada com palestras e treinos pela internet

O grupo de transição do Grêmio é peça importante para o planejamento do clube para a temporada. Formado por jogadores de até 23 anos, o elenco é preparado para estar à disposição do treinador Renato Portaluppi no plantel principal e, por isso, disputa competições da categoria ao longo de toda a temporada.

Com a paralisação do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus, o planejamento para o grupo de transição foi afetado profundamente. Em março, a equipe jogaria partidas na Europa, em uma excursão anual do clube. Depois, o time se prepararia para as disputas do Campeonato Brasileiro de Aspirantes, que começaria em maio, e a Copa FGF, torneio profissional mas que o Grêmio utiliza seus garotos.

A solução encontrada pelos diretores e comissão técnica do sub-23 foi inovar. A comissão técnica elaborou um plano de atividades que é colocado em prática por meio de videoconferência. Diariamente, os atletas se encontram em reuniões on-line, comandadas pelo treinador Thiago Gomes e o preparador físico Maurício Mandrácio. Lá, o elenco participa de treinos físicos e também palestras táticas e técnicas. O diretor do grupo de transição, Kevin Krieger, explicou às mídias sociais do clube como funcionam as atividades:

— Conseguimos elaborar de uma forma eficiente toda a parte de treinamentos aeróbicos, potência aeróbia, potência anaeróbia, até os treinamentos de força. A gente também colocou a fisioterapia, realizando palestras e tratamentos de prevenção de lesão, que já são questões trabalhadas no dia a dia com os atletas. Eu e meu auxiliar Ruimar Kunzel desenvolvemos palestras táticas, nas quais trabalhamos conceitos que queremos para a nossa equipe, com o grupo inteiro e também divididos por posição e setor. Estamos preenchendo de uma forma muito criativa a semana toda de treinamentos, que se inicia na segunda-feira e se estende até o sábado, com grande parte dos treinos em dois turnos.

Durante a temporada, o grupo de transição serve de auxílio para Renato em jogos oficiais, mas também em treinamentos e jogos-treino. A manutenção das atividades para o elenco sub-23 servirá para mantê-los alinhados ao plantel principal. A expectativa é que os garotos só voltem a treinar presencialmente quando o futebol voltar a normalidade. Por enquanto, as competições da categoria ainda não tem previsão de retorno.