Campeonato Gaúcho

Renato pretende dar sequência aos titulares: “Os jogadores precisam do ritmo de jogo”

Treinador concedeu entrevista coletiva ao fim da partida contra o Ypiranga, neste domingo (26)

Após o empate com o Ypiranga na manhã deste domingo (26), o treinador Renato Portaluppi concedeu entrevista coletiva no CFT Hélio Dourado. O técnico falou sobre as oportunidades criadas pela equipe, a escolha em escalar os titulares, além das impressões sobre o gramado da partida.

CONFIRA TUDO O QUE ROLOU NO EMPATE ENTRE GRÊMIO E YPIRANGA

Foi o segundo jogo da equipe tricolor após o retorno das competições no Rio Grande do Sul. Após a vitória no GreNal, o time não conseguiu repetir a atuação contra um adversário mais fraco, esbarrando na defesa adversária. Após quatro meses sem jogar, a falta de ritmo foi um dos fatores apontados por Renato como uma dificuldade durante o jogo. O treinador afirmou que é necessário dar sequência aos atletas, mas tomar cuidado com o desgaste.

— Pra um lado, é importante dar sequência pra equipe. Os jogadores precisam do ritmo de jogo. Por outro lado, tem que tomar cuidado com desgaste, pois não tão mais acostumados a jogar a cada três dias. Eu acho que teremos modificações — afirmou.

Na partida contra o Ypiranga, Renato optou por uma formação mais ofensiva no segundo tempo. Tirou Lucas Silva para colocar Luciano e mandou o time para frente. O treinador lembrou que é necessário ter opções para mudar a proposta de jogo durante os 90 minutos, relembrando a entrada de Darlan, no GreNal, como um exemplo. O volante era cotado para começar jogando na vaga de Maicon.

— Hoje, tirei o Lucas pra colocar o time mais pra frente. Ele tava bem no jogo. O próprio Darlan entrou bem no Grenal. Em um grande clube, é preciso ter essa disputa saudável pelas posições — ressaltou.

Na quarta, o Grêmio enfrentará o Novo Hamburgo, pela última rodada da fase de grupos do segundo turno do Gauchão. O Tricolor já está classificado com 13 pontos, e tem uma grande vantagem no saldo de gols em relação ao segundo colocado, o Caxias. Renato ainda não garantiu se vai escalar força máxima ou um time alternativo.

Fechar