Caso Ferreira tem avanço positivo e atacante deve ficar no Grêmio

Jogador deve retirar ação que pedia a rescisão do contrato com o clube

Pelo visto, a novela envolvendo a renovação do atacante Ferreira está perto de acabar. Depois de meses de imbróglio entre o Grêmio e o atleta de 22 anos, uma solução favorável às duas partes parece estar se desenhando.

Desde o último dia 20, o jogador e seu empresário, Pablo Bueno, estão em Porto Alegre, em reuniões presenciais com a diretoria do Tricolor, para tentar uma aproximação, após meses de atrito publicamente e judicialmente. As negociações tiveram um avanço positivo, de acordo com a GaúchaZH, e Ferreira, inclusive, retirou a ação judicial movida contra o clube.

Os outros detalhes que devem ser acertados são em relação a valores. As pedidas de Grêmio e Ferreira eram incompatíveis na última rodada de negociações, o que emperrou o acordo entre as partes. O clube deve propor um valor maior que o proposto inicialmente ao estafe do atleta, podendo chegar a um denominador nas próximas semanas.

FERREIRA PODE SER REINTEGRADO EM BREVE

O vínculo atual de Ferreira vai até junho de 2021, mas o desejo da diretoria gremista é expandir o vínculo com o atleta, já que se trata de um jogador com potencial para ser titular na equipe e ser vendido por um alto valor para clubes do exterior. Com a renovação a caminho, o atacante deve ser reintegrado ao elenco principal, criando mais uma opção para o treinador Renato Portaluppi.