Com desfalques, Grêmio desembarca no Chile para a disputa da Libertadores

Equipe lidera o Grupo E, e terá pela frente o Universidad Católica, nesta quarta (16)

Na manhã desta terça-feira, a delegação do Grêmio embarcou para Santiago, capital do Chile, onde enfrentará o Universidad Católica nesta quarta-feira (16), pela terceira rodada do Grupo E da Libertadores da América, que retorna após seis meses de paralisação.

De acordo com o site oficial do clube, o elenco desembarcou no aeroporto da capital chilena por volta das 11h30 (horário de Brasília) e cumpriu os protocolos de prevenção à Covid-19 no local. Depois, foram para o hotel onde ficarão concentrados até o confronto. Lá, os jogadores fizeram trabalhos físicos na academia.

Para a partida contra a Católica, o Grêmio terá desfalques importantes na equipe. Paulo Miranda e Pepê cumprem suspensão, por conta da confusão no Gre-Nal, no dia 12 de março. Maicon saiu lesionado do confronto com o Fortaleza e também está fora. Guilherme Guedes, Jean Pyerre, Victor Ferraz e Kannemann se recuperam de lesão em Porto Alegre, e Éverton, com quadro gripal detectado, também não viajou.

Essa é a primeira viagem internacional do Grêmio desde o início de março, quando foi até a Colômbia para enfrentar – e vencer – o América de Cali. Completando 117 anos de existência nesta terça, os comandados de Renato Portaluppi tentam presentear o torcedor com uma vitória, algo raro nas últimas partidas. O Tricolor lidera o Grupo E com 4 pontos, empatado com o Internacional.