Notícias

Derrota histórica do Flamengo faz nome de Renato ser novamente especulado

Trabalho de Domenèc não convence, e torcedores fazem pressão nas redes

A noite desta quinta-feira (17) foi histórica para o Flamengo. Jogando na altitude de Quito, no Equador, a equipe foi derrotada pelo Independiente del Valle por 5 a 0. É a primeira vez, desde que começou a disputar a competição, que o clube perde por esse placar, a maior goleada sofrida na história da equipe na competição.

Mesmo com a atuação ruim dos atletas em campo, torcedores apontam as decisões de Domenèc Torrent, treinador que chegou a pouco mais de um mês no comando do rubro-negro, como o principal fator para que a equipe atuasse mal na partida contra o del Valle, além da campanha abaixo do esperado no Brasileirão.

A derrota histórica dominou as mesas redondas e foi o principal assunto dos torcedores do Flamengo, que querem mudanças na forma de atuar da equipe, que se tornou multi-campeã sob o comando de Jorge Jesus, que se transferiu para o Benfica em julho. Com isso, foram inevitáveis as especulações sobre um novo treinador na Gávea.

De acordo com a mídia especializada, existe um consenso dentro do clube que a contratação de um treinador estrangeiro é a melhor forma para manter a tão desejada hegemonia. No entanto, com a temporada em andamento e a equipe correndo risco de não conquistar os troféus que almeja para 2020, trazer uma nova aposta é um movimento perigoso da diretoria do Fla.

É aqui que o nome de Renato Portaluppi ressurge. Em 2019, o treinador era o favorito para assumir o cargo de técnico do Flamengo, após a saída de Dorival Júnior. No entanto, o ídolo tricolor resolveu ficar em Porto Alegre por mais um ano, e a diretoria do rubro-negro foi atrás de Abel Braga, que ficou no cargo por apenas 6 meses. Sua recusa gerou mágoa na diretoria do clube.

De acordo com o jornalista Eduardo Gabardo, da GaúchaZH, Renato não é a primeira opção para assumir o comando do Flamengo, caso a demissão de Torrent seja concretizada nos próximos dias. No entanto, seu nome não pode ser descartado, já que trata-se de um treinador experiente. O treinador tem contrato até o fim de 2020 com o Grêmio, ou seja, mais três meses de vínculo.

Fechar