Categorias
Blog do Ilgo

Time misto dá boa resposta e Ferreira começa a mostrar que pode fazer a diferença

Mesmo com metade do time hoje considerado titular, o Grêmio manteve um duelo equilibrado com o único invicto do Brasileirão, o Palmeiras. Destaque para Ferreira, que evitou a derrota com um gol de cabeça, desviando do goleiro Weverton. Coisa de quem conhece o caminho das redes;

O gol de empate, que aconteceu nos acréscimos, fez justiça ao time misto do tricolor diante da equipe titular do Palmeiras. Além disso, dá moral e confiança para o jovem atacante, que começa a justificar o investimento feito nele pelo clube após uma pendenga judicial.

O gol do time comandado por Luxemburgo foi marcado por Raphael Veiga, aparando cruzamento da esquerda. Até ali o Palmeiras pouco havia criado. O goleiro Vanderlei quase trabalhou, assim como o goleiro rival.

Foi um jogo de meio campo. Renato tratou de reforçar a marcação, preocupado com as ausências. Acertou ao escalar três volantes para equilibrar a disputa no setor, o que pode ser uma tendência para o Grenal de quarta-feira. O Grêmio ficou mais encorpado, o buraco que havia no meio praticamente desapareceu. O Palmeiras teve dificuldade para trabalhar a bola, para desespero e irritação dos secadores, azuis e vermelhos.

O Grêmio teve o controle da partida em boa parte do jogo, mas não conseguiu traduzir isso em situações de gol. Faltou alguém (Maicon) para o passe final de curta ou média distância, e também alguém com um drible vertical. Ferreira entrou para fazer isso. Sem ter sucesso com os pés, usou a cabeça. É um jogador que tende a crescer muito. Candidato forte à titularidade, mas ainda precisa confirmar.

Gostei que Renato voltou a utilizar a base. Só achei errado sacar Lucas Silva (cansaço?) para a entrada de Ferreira. Robinho é quem deveria ter saído.

O lateral Diogo Barbosa estreou bem. Marcou forte e deu algumas escapadas para o ataque. Mais entrosado será muito útil, podendo assumir no lugar de Bruno Cortez em definitivo.

O melhor do time foi Matheus Henrique, seguido de Lucas Silva e Alisson.

Em resumo, o MISTO do Grêmio contra os titulares do Palmeiras não jogou o suficiente para merecer três pontos, mas também não jogou tão mal a ponto de merecer uma derrota. O empate ficou de bom tamanho.

JEAN PYERRE

O Palmeiras manifestou interesse no meia, que até lembra Ademir da Ghia, ídolo palmeirense dos anos 70s.

Tem gente criticando o Grêmio por causa disso.

Ora, o Palmeiras tem direito de querer. E o Grêmio tem obrigação de negar.

JP só se for para o exterior, e por muita grana.