NotíciasCampeonato Brasileiro

Renato não vê momento ruim como crise, e garante melhora com a volta de jogadores lesionados

Grêmio chegou ao sétimo empate em dez partidas no Campeonato Brasileiro

O empate entre Grêmio e Palmeiras mostrou, mais uma vez, as deficiências da equipe tricolor, principalmente nas peças de reposição. Os comandados de Renato Portaluppi não conseguiram ter poder de fogo, e se a beira de mais uma derrota após o retorno do futebol, se não fosse o gol salvador de Ferreira, aos 46 minutos da etapa final.

Entre jornalistas e torcedores, o momento do Grêmio é de reflexão. A falta de bons resultados há quase dois meses faz com que a confiança no treinador, que está há 4 anos no cargo, não seja a mesma de antes. Renato, no entanto, não enxerga dessa maneira. Em entrevista coletiva virtual, após o confronto, afirmou que o clube não está num momento ruim, mas sofre com desfalques, e garantiu que o bom futebol voltará com o retorno dos lesionados.

— O pior momento do Grêmio está na cabeça de vocês. Na minha não está. A fase sabemos que não é boa. Não é ruim nem péssima. Por todos problemas que temos. Respeito a opinião de vocês, mas esse momento que vocês falam, crise horrível, na minha cabeça não entra. Daqui a pouco quando saírem todos do departamento médico, a gente conversa — afirmou.

Na última sexta-feira, o Presidente do clube, Romildo Bolzan Jr., garantiu que dará tranquilidade para Renato e sua comissão técnica trabalharem. No entanto, essa semana é decisiva para saber se o treinador ainda terá futuro à frente do Grêmio. No meio de semana, a equipe terá pela frente um Gre-Nal, que pode selar o seu destino na Libertadores.

Fechar